NÃO-ME-TOQUE – Iniciam-se as obras de recapeamento da RS 142

Postado em 10 fevereiro 2014 07:33 por JEAcontece
15.292.411/0001-75

Na quinta-feira, 6, iniciaram-se as obras para de recapeamento da RS-142 no trecho que liga os municípios de Não-Me-Toque e Carazinho. A rodovia é uma das mais antigas estradas do estado e recebe grande fluxo de veículos durante o dia, pois a cidade de Não-Me-Toque é sede de grandes empresas como Stara, Jan, Cotrijal entre outras, que diariamente recebem mais de 2.000 funcionários para trabalhar.

O fluxo de veículos de carga pesada nessa rodovia é grande devido ao transporte de cargas de máquinas agrícolas que saem de Não-Me-Toque. Diariamente mais de 500 universitários se deslocam para Carazinho e Passo Fundo e também colocam suas vidas em risco devido à alta precariedade da rodovia que tem pista de rodagem curta, desnivelamento e encostamento precário, além dos buracos na malha rodoviária. No período de safra a RS tem um fluxo maior devido à região ter a economia agrícola e escoar grande quantidade da produção. O aumento de risco de acidentes é no período de fevereiro a março quando acontece a Expodireto Cotrijal, maior feira de Agronegócios da América Latina.

A falta de drenagem e manutenção não realizada pelo DAER comprometeu a conservação da RS 142, para técnicos do Seinfra operações tapa-buracos não resolveriam mais o problema que vem se alastrando a anos e frequentemente questionado pela Administração, empresas e a comunidade nãometoquense. Em 2011 foi iniciado um processo de recapeamento que foi interrompido, deixando para traz 9 km a serem recuperados. Após anos de reivindicações questionando a morosidade no recapeamento da RS-142 o trabalho foi retomado de forma emergencial pelo DAER através do programa Creminha.

A obra está sendo executada pela empresa Andreetta de Erechim que está fazendo o recapeamento com uma capa asfáltica em CBUQ de 2,5cm de espessura, segundo o responsável da empresa que acompanha execução do trabalho espera-se que os 10 Bkm sejam feitos no prazo de 20 dias, neste período o trafego da rodovia será somente de meia pista. Após o recapeamento o DAER ficará responsável pela sinalização do trecho.

“Lutamos muito para que esta obra iniciasse o quanto antes. A situação em que se encontra a RS 142 é crítica, com muitos buracos, desnivelamento e com um acostamento precário, o que gera muita preocupação principalmente na questão da segurança de quem trafega nesta rodovia. Com a proximidade da Expodireto este volume quadruplicará, porém temos que pensar também que a RS-142 tem grande fluxo de tráfego o ano inteiro. Ainda há muito a se fazer, mas estamos contentes com o início da obra de recuperação desta estrada”, destacou a vice-prefeita em exercício do cargo de prefeito, Teodora Lütkemeyer.

(Jaques Petry – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Não Me Toque)

Postado em 10 fevereiro 2014 07:33 por JEAcontece
15.292.411/0001-75
TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop