Não-Me-Toque é pioneiro na entrega de diagnóstico situacional para aumento de efetivo Brigada Militar

Postado em 04 março 2013 09:27 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Com 13 mil PMs a menos, a Brigada Militar amarga atualmente uma defasagem de 37,4% em seu efetivo, a maior em 37 anos. Se o quadro funcional fosse preenchido, cada município gaúcho poderia receber 26 novos policiais. Parece pouco, mas 85% das cidades gaúchas, aquelas com menos de 25 mil habitantes, são guarnecidas por menos da metade desse número de PMs.

A tropa hoje é formada por 21.813 PMs, número semelhante ao existente no início dos anos 80. Enquanto isso, a população gaúcha cresceu 38,9% entre os anos de 1980 e 2010, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A escassez de policiais acaba por atingir Interior e Capital de forma distinta. Enquanto moradores de pequenos municípios passaram a temer os assaltos a banco com explosivos — 10 dos 18 ataques neste ano ocorreram em cidades com menos de 25 mil habitantes.

Na tarde da última quinta-feira dia 21 no gabinete do prefeito a Vice-Prefeita Teodora Berta Souilljee Lütkemeyer, recebeu uma comissão da brigada militar o Major Sergio Portella Comandante do 380 BPM (Batalhão Policial Militar), Tenente João Roberto, Capitão Juliano Moura. Com o objetivo de entregar um diagnóstico situacional do município para solicitar aumento no efetivo municipal.

A Vice-Prefeita Teodora Berta Souilljee Lütkemeyer, na entrega do diagnóstico ao Major enfatizou:

“A falta de efetivos em todo o estado é evidente, já solicitamos através do poder Executivo e Legislativo o aumento do efetivo para o Município e até o momento não tivemos nenhum êxito, sabemos do desenvolvimento que esta nossa cidade e por isso resolvemos renovar esse pedido, comprovando o porquê de nossa insistente solicitação. Estamos trabalhando desde o ano de 2012 na construção de um diagnóstico situacional do Município em base do plano de interesse habitacional, efetuamos um trabalho cientifico na busca de dad0s habitacionais, econômicos, industriais, populacional, agrícolas em suma comprovamos nesse diagnóstico com números e dados concretos que estamos crescendo e que precisamos de mais afetivo em nossa cidade”

O 38 BPM sediado em carazinho é responsável por 24 municípios da nossa região e todos estão com falta de efetivo, porém Não-Me-Toque é o primeiro município a entregar um diagnóstico comprovando seu crescimento com dados científicos.

Com a entrega desde diagnóstico iniciaria na corporação um estudo de estado maior com o cruzamento de informações como a evolução criminal e o crescimento do município, com esse estudo pode-se haver um aumento de 20% ou mais no efetivo. O capitão Sergio parabenizou o Governo Municipal e salientou:

” Este estudo será levado como exemplo para os município da região é de suma importância pois assim temos uma visão bem clara da demanda de cada cidade, teremos um ingresso na corporação com a formação de novos policiais em abril, e como esse diagnóstico conseguiremos dar maior atenção ao Município, pois a defasagem no efetivo é de 35% em todo o estado. O reflexo desse estudo técnico não será vantagem para corporação e nem para a prefeitura e sim para toda a comunidade de Não-Me-Toque”.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Não-Me-Toque)

 

Postado em 04 março 2013 09:27 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop