NÃO-ME-TOQUE – Cotrijal investe na prevenção e segurança no trabalho

Garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável pelo uso dos equipamentos de segurança. É essa consciência que a Cotrijal, através do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), procura criar entre os colaboradores. Para isso, a cooperativa investe sistematicamente em ações de informação e educação como treinamentos práticos e palestras. O curso Formação de Cipeiros, de 7 a 10 de julho, na sede da cooperativa (Não-Me-Toque), preparou 68 colaboradores das 11 CIPAs (Comissões Internas de Prevenção de Acidentes) para atuarem na prevenção de acidentes em todas as unidades.

“De nada adianta colocar o capacete e esquecer de usar o calçado ou a luva que a atividade exige”. O alerta é da secretária do departamento técnico (Detec) da Unidade da Cotrijal de Victor Graeff, Chaiane Dremmer, 19 anos. Há um ano e quatro meses na cooperativa, ela sabe muito bem da importância de seguir os procedimentos de segurança que algumas atividades exigem.

Para facilitar o trabalho, o grupo foi dividido em duas turmas. Durante o treinamento, as equipes receberam informações referentes a primeiros socorros, uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e puderam testar conhecimentos adquiridos durante aula prática de combate a incêndio. Na sexta-feira, último dia de treinamento, os novos Cipeiros participaram de dinâmicas em suas unidades de origem.

Conforme o técnico em segurança do trabalho do SESMT, Nilton Anderson Scalco, os Cipeiros têm um papel muito importante dentro da cooperativa, que é o de contribuir com o SESMT na busca de condições de trabalho cada vez mais seguras, através do repasse de informações. “No curso, eles aprendem desde como manusear de forma correta equipamentos, identificar riscos e como agir em cada situação. A ideia é que repassem essas orientações aos demais colaboradores do setor, atuando como multiplicadores”, explica.

“Na Cotrijal, a segurança caminha de mãos dadas com o bom andamento do trabalho. Embora exista a legislação que obrigue a aplicação de normas de segurança no trabalho, contamos muito mais com a conscientização dos colaboradores”, complementa o colega Evandro Schmitz de Oliveira.

Para o superintendente Administrativo-Financeiro, Marcelo Ivan Schwalbert, o trabalho da CIPA é essencial para a saúde e segurança dos colaboradores. “A cooperativa procura oferecer um ambiente com todas as condições para que o colaborador possa desenvolver o seu trabalho de forma segura”, enfatiza.

Ações – Além de treinamentos, a equipe de técnicos em segurança do trabalho da SESMT visita periodicamente os setores da cooperativa realizando vistorias nos ambientes e orientando os colaboradores na utilização e conservação de EPIs. Em 2013, a Cotrijal aumentou em 19% os investimentos em EPIs em comparação a 2011.

(Assessoria de Comunicação da Cotrijal)

Compartilhe: