Mostra é destaque da Semana Farroupilha de Tapera

“Despertar nas entidades tradicionalistas, nas escolas e em toda a sociedade o interesse pelo estudo e pela divulgação das riquezas do Rio Grande do Sul”, é o tema central dos Festejos Farroupilhas deste ano.

Em Tapera a Mostra Farroupilha, veio de encontro à proposta aprovada no 59º Congresso Tradicionalista Gaúcho, realizado em janeiro deste ano, em Pelotas.

As escolas municipais, estaduais e particulares do Município, com muita motivação, prepararam um belo trabalho, resultado de vários dias de estudos e pesquisas sobre as riquezas do Estado.

Em anos passados essas mesmas escolas se envolveram intensamente com a Semana Farroupilha, e o tema deste ano serviu para complementar todo um trabalho de pesquisa que já vinha sendo realizado em torno de nossas raízes e riquezas.

A sugestão central foi de que cada Município ou cada Região Tradicionalista selecionasse aqueles aspectos que mais o caracterizem, objetivando favorecer a compreensão da geografia, da história e do potencial econômico que o uso das “riquezas” possibilita.

As riquezas do nosso estado, além daquelas da própria natureza, são fruto do trabalho e do espírito empreendedor da população que se formou pela miscigenação de raças e origens as mais variadas.

No Município de Tapera a Mostra da Escola Dionísio Lothário Chassot chamou a atenção, pois foi ampla e abrangente em torno da proposta de enfatizar as riquezas do RS. Os trabalhos, minuciosamente explicados pelos alunos, foram expostos sobre mapas do Rio Grande, versando sobre a flora, fauna, água, agricultura, indústria, comércio, produção de energia, extrativismo e cultura. Além dos próprios alunos e dos pais, colegas de outros educandários visitaram a Mostra, que se constituiu num rico acervo acerca de nossas origens e de nosso potencial.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: