Moodys rebaixa perspectiva de nota para a dívida soberana do Brasil

A Moody’s, agência de classificação de risco, reduziu a perspectiva da nota da dívida soberana do Brasil de positiva para estável, no dia 03 à noite. A reavaliação não alterou o rating do país, que permanece em Baa2, garantindo o grau de investimento.

Segundo a agência, a decisão foi tomada devido à deterioração da dívida em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, e menores taxas de investimentos. Além disso, para a Moody’s há evidência de que a economia caminha para um longo período de baixo crescimento. De acordo com a agência, o PIB deve crescer pouco acima de 2%, em 2013 e 2014.

A Moody’s também vê deterioração na qualidade de relatórios das contas públicas e repasses contínuos do Tesouro para apoiar aumento de empréstimos ofertados por bancos públicos.

O rating (nota de classificação) indica para os investidores a capacidade de o país e empresas saldarem seus compromissos financeiros. A Moody’s classifica o Baa1, Baa2 e Baa3 como grau de investimento, com qualidade média.

Em junho, outra agência de classificação de risco, a Standard & Poor’s, diminuiu de neutra para negativa a perspectiva de nota para a economia brasileira. A avaliação sobre a dívida do país não foi alterada naquela oportunidade, mas a agência americana indicou que poderia reduzir a nota em próximos comunicados.

(Agencia Brasil)

Compartilhe: