Maioria dos casos de violência contra mulheres ocorre no lugar onde elas deveriam ser protegidas, revela Comandante

Postado em 25 novembro 2021 09:07 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Conforme a responsável pela Patrulha Maria da Penha e comandante do 2º Esquadrão da BM, Capitã Andreza dos Santos, é dentro de casa que as mulheres mais sofrem agressão

Nesta quinta-feira, 25 de novembro, é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher. Sabemos que Passo Fundo é exemplo neste combate através da Patrulha Maria da Penha. Mas infelizmente os registros de violência contra mulheres é frequente na cidade.

Desde o início da pandemia, mulheres passaram a ficar 24 horas em casa, muitas vezes, com seus agressores. Tal fato elevou os números de casos de violência. Segundo pesquisa feita pelo Datafolha, uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos afirmam ter sofrido algum tipo de violência durante a pandemia no Brasil. A responsável pela Patrulha Maria da Penha e comandante do 2º Esquadrão da BM, Capitã Andreza dos Santos, relata que infelizmente Passo Fundo acompanha o cenário nacional. Conforme a Capitã, é expressivo o número de mulheres sofrerem agressões, nas mais variadas formas. No ano passado, houve um crescimento de 56,8% de registros desse tipo de ocorrência.

Em relação as prisões, a Capitã explica que o ditado de que “em briga de casal ninguém mete a colher”, deve ser mudado e que sim, as pessoas devem fazer a sua parte. Desta forma, quem estiver diante de um flagrante de agressão contra mulher deve chamar a Brigada Militar, que vai realizar a prisão do agressor. Que pode ser preso em flagrante, sem poder pagar fiança.

A vítima pode requerer uma medida protetiva de emergência, para garantir a própria segurança. A partir daí é que entra o trabalho da Patrulha Maria da Penha, que tem o dever de fiscalizar se a medida protetiva está sendo cumprida. E no caso de descumprindo se dá a prisão em flagrante. Conforme a comandante, felizmente, em 2021 não ocorreu nenhum feminicídio em Passo Fundo.

Denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo 180 e em casos de emergência pelo 190.

Rádio Uirapuru

Postado em 25 novembro 2021 09:07 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop