Magia toma conta do 17º Encontro de Mulheres Cotrijal

NÃO ME TOQUE – Foi mágico, assim como o palestrante da tarde, que usou de mágica para encantar o público. Essa é a opinião das participantes do 17º Encontro de Mulheres Cotrijal a respeito do evento que aconteceu nesta quarta-feira (3), no Parque da Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque. O encontro foi o maior já realizado pela cooperativa, reunindo cerca de 2 mil mulheres dos 14 municípios de atuação da cooperativa num único dia – nos anos anteriores a programação era dividida em dois dias.

A programação do encontro foi planejada de forma a fazer as mulheres se sentirem especiais e entenderam a sua importância para a Cotrijal. Na chegada, todas receberam um chapéu da cooperativa, agenda e caneta e foram recepcionadas com música ao vivo. Depois da abertura oficial, elas acompanharam atentamente a psicóloga e especialista em sexualidade humana e diferenças de gênero Lúcia Pesca lembrá-las do poder que a mulher tem para transformar a realidade. Ela destacou que a mulher tem a habilidade de influenciar as pessoas com quem convive e precisa fazer isso com sabedoria.

Lúcia Pesca lembrou que a mulher é poderosa
O encontro teve ainda um momento de muita descontração, logo após o almoço, com a apresentação da Companhia de Teatro Curto Arte. Gargalhadas e mais gargalhadas ecoaram pelo ambiente enquanto o grupo apresentava a peça “Maravilhosas e grávidas”.

E o encerramento da programação trouxe o mestre em línguas, mágico e escritor Eric Chartiot, que fez as mulheres rirem e em alguns momentos também se emocionarem. Utilizando mágica, ele encantou as presentes, que permaneceram concentradas, ouvindo atentamente afirmações como “é preciso respeitar as diferenças” e “você pode encarar a realidade de forma diferente”. Chartiot elogiou a participação das mulheres no encontro e incentivou-as a serem ainda mais atuantes na sua cooperativa, agindo de forma cooperativa. “Temos o dever de deixar um mundo melhor para nossos filhos e a mulher tem papel fundamental para isso”, afirmou. “Parabéns, Cotrijal, por incentivar isso”.

Na avaliação do gerente de Desenvolvimento Cooperativista da Cotrijal, Enio Schroeder, o encontro só alcançou sucesso porque as mulheres atenderam ao chamado da cooperativa e mesmo com o clima adverso do dia anterior participaram da programação. “Para nossa alegria, a mulher está ocupando o espaço que a cooperativa abre para ela e queremos fortalecer ainda mais esse trabalho nos próximos anos”, destaca.

(Assessoria de Imprensa – Cotrijal)

Compartilhe: