Lydia: No dia do seu centenário a homenagem à escritora

TAPERA – Nesta tarde, tendo por local o Memorial Taperense, iniciaram as comemorações do Centenário de nascimento da escritora Lydia Mombelli da Fonseca, exatamente no dia do seu nascimento. A solenidade, que aconteceu na parte externa do MT, teve a participação da família da homenageada, do filho Vicente Guido Mombelli da Fonseca e esposa. Também estiveram lá o vereador Osvaldo Henrich Filho e os secretárias municipais Sueli Linné (Educação), Délcia Maldaner (Desenvolvimento) e Maria Lizette Borgmann (Saúde), além de diretores municipais e professores e alunos da rede municipal e estadual, entre outros.

Na abertura o Coral Infanto Juvenil de Tapera entoou o Hino de Tapera. Na sequencia houve apresentação do Grupo de Violinos do Programa A União Faz a Vida e dos alunos da Escola Municipal Francisca Cerutti. Uma professora contou a história Serelepe e o mistério do leite, de Lydia. A secretária Sueli Linné e o vereador Osvaldo Henrich Filho fizeram uso da palavra e falaram sobre a vida e a obra de Lydia, bem como da sua importância para Tapera. A prima de Lydia, Maria de Lourdes Mombelli, falou em nome da família. “A morte leva uma vida, mas não sua obra”, disse. Por fim a diretora de Cultura de Tapera, Kelly Lopes, leu mensagem do prefeito Ireneu Orth que não pode se fazer presente devido a compromissos assumidos em Brasília. Por último o Coral Infanto Juvenil deu um show ao cantar duas canções. Depois as crianças foram convidadas a se dirigir na Kombi da Caravana da Leitura e os adultos a prestigiar o legado de Lydia Mombelli da Fonseca que estará exposto neste mês no Memorial Taperense.

Compartilhe: