Laudo aponta que morte de bovinos foi causada por bactéria

A Universidade de Cruz Alta (Unicruz) finalizou o laudo que apontou a causa da morte de 57 bovinos em uma fazenda de Entre-Ijuís, nas Missões. Os óbitos ocorreram no mês passado e, segundo o resultado dos exames realizados pela universidade, foram decorrência de 14 variações de clostridioses.

A bactéria é capaz de permanecer no solo e no organismo dos animais durante anos. Para o médico veterinário Thiago Pereira, que participou da junta de especialistas que analisou ossos, tecidos e órgãos dos animais mortos, a chuva após um longo período de estiagem pode ter ativado a doença no solo.

— A chuva estava muito escassa e quando veio, foi em boa quantidade. Essa umidade pode ter ativado a bactéria na pastagem. O gado estava magro e com a imunidade baixa e se alimentou deste pasto, o que pode ter causado a doença — afirma Pereira.

Um laudo da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) analisou a causa de outras 12 mortes, que ocorreram no mesmo período em uma propriedade do interior de Joia, município distante 40 km de Entre-Ijuís. As mortes também ocorreram em função de clostridiose.

Clicrbs

Compartilhe: