Justiça Federal mantém suspensão de advogado acusado de desviar R$ 100 milhões de clientes

Maurício Dal’Agnol responde a processos cíveis e criminal em Passo Fundo

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve suspensas as atividades do advogado Maurício Dal’Agnol, que responde a processos cíveis e criminal na Justiça. A Polícia Federal diz que 30 mil pessoas podem ter sido lesadas na fraude.

Dal’Agnol seguirá sem poder advogar. A decisão foi tomada após recurso de Dal’Agnol. Ele teve o registro na OAB suspenso pelo presidente da entidade no Rio Grande do Sul e está impedido de advogar em todo o território nacional. A decisão de Marcelo Bertoluci foi administrativa e Dal’Agnol tentou revertê-la na justiça, mas não conseguiu.

Ele responde a processos cíveis e criminal na Justiça de Passo Fundo por não repassar a clientes todo o valor de indenizações. Dal’Agnol fez acordos em nome das partes em ações judiciais contra a Oi / Brasil Telecom. Segundo a Polícia Federal, o golpe pode chegar a R$ 100 milhões.

(Clicrbs)

Compartilhe: