INFORMATIVO COTRIEL

Cotação dos produtos:
Soja: R$ 72,50
Milho: 28,00
Trigo Ph 78 acima: 29,00

Inscrições para a Cavalgada do Cooperativismo encerram em outubro
Estão abertas as inscrições para a cavalgada do cooperativismo – Caminhos do Padre Theodor Amstad. O evento é uma iniciativa da Ocergs/Sescoop para divulgar o Ano Internacional das Cooperativas e comemorar os 110 anos da fundação da primeira cooperativa de crédito do Brasil, em 1902 em Nova Petrópolis. A cavalgada sairá no dia 08 de novembro do município de Cerro Largo e chegará a Espumoso no dia 15, véspera da finalíssima do Festival Rio Grande Canta o Cooperativismo, que a Cotriel sediará dia 16. Os associados da Cotriel e do Sicredi interessados em participar deverão fazer a inscrição até o dia 15 de outubro nas unidades de atendimento da Cooperativa de Crédito e no Setor de Comunicação da Cotriel. Os inscritos poderão escolher entre dois trajetos: No dia 15 de novembro de Selbach a Espumoso e no dia 17 de Espumoso a Mormaço. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas através do site www.cavalgadadocooperativismo.com.br, sendo que mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected]

Manejo de Nematóides nas culturas de soja e milho
Nos últimos anos, a forte expansão das áreas cultivadas no País, sobretudo com as práticas de rotação de culturas inadequadas ou inexistentes, tem proporcionado aumento na incidência de nematóides. Estas pragas são consideradas inimigos ocultos dos produtores porque nem sempre é possível visualizá-los ou identificá-los a campo. Na maioria das vezes, os sintomas na parte aérea das plantas são facilmente confundidos com outras causas, entre elas, deficiência de nutrientes, ataque de pragas e doenças, estiagem e compactação do solo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Nematologia, as perdas variam em média de 5 a 35%, dependendo do tipo de cultivo. Em casos mais severos, as perdas podem ser ainda maiores.
Uma das principais estratégias para a redução da população de nematóides é a utilização de cultivares com baixo fator de reprodução de nematóides (FR). Entretanto, se a tomada de decisão considerar apenas uma cultivar que apresente baixo FR sem o devido conhecimento do tipo de nematóide presente, bem como sua população no solo ou nas raízes, o resultado final poderá ser comprometido.
Quais são eles, qual a sua importância e como podem ser identificados?
Para a cultura de milho, os principais nemetóides são o Nematoide de Galha (Meloydogine incognita e Meloydogine javanica) e o Nematóide das Lesões Radiculares (Pratylencus brachyrus). Já na cultura da soja, além dos citados, destacam-se também o Nematóide de Cisto da Soja (Heterodera glicynes)
Nematóide de Cisto da Soja
Este nematóide foi detectado no Brasil na safra de 1991/1992 e hoje está disseminado por quase todos os estados produtores de soja estimando-se em mais de 2 milhões de hectares infestados. Dependendo do manejo adotado e da população do nematóide na área, os prejuízos podem ser elevados.
Os primeiros sintomas do Nematóide do Cisto da Soja (NCS) aparecem em forma de pequenas reboleiras, que podem progredir a cada safra. Prezas às raízes das plantas infectadas, pode-se observar minúsculas fêmeas de coloração branca e amarelada. Quando morrem, seus corpos se transformam em uma estrutura denominada de cisto, de coloração marrom e cheia de ovos. Em seguida, desprende-se da raiz, ficam no solo e tornam-se resistentes à deterioração e dessecação, favorecendo sua sobrevivência e dispersão de uma área para outra. No Brasil foram identificadas 11 raças de NCS, indicando elevada variabilidade genética de nematóide no País. Entretanto, as predominantes nas áreas produtoras de soja são: 3,4,6,10,14. Atualmente, já se encontram disponíveis cultivares resistentes à algumas raças de NCS presente na área a fim de se determinar, de forma correta, a cultivar a ser plantada.

Confira também o nosso site www.cotriel.com.br

Compartilhe: