Indicações Geográficas brasileiras ganham destaque na OMPI

As Indicações Geográficas do Brasil ganharam destaque num manual lançado no dia 4 de outubro de 2012, durante a Assembleia-Geral da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em Genebra, na Suíça.

Durante o evento, o presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), Jorge Avila, também apresentou o sistema brasileiro e o estágio dos registros das IGs de nacionais e estrangeiros. Além disso, indicou que já foram concedidas 35 IGs, sendo 29 IGs brasileiras e 6 estrangeiras.

O manual em questão se chama Protecting Geographical Indications in Emerging Economies (Brazil, Russia, India and China – BRICs Countries) – A Practical Manual for Producers` Groups. Ele foi lançado pela Missão da Itália nas Nações Unidas e pela Organization for an International Geographical Indications Network (OriGIn).

O manual é uma publicação da oriGIn, cujos autores são os especialistas Giorgio Bocedi, Reggio Emilia, Federico Desimoni e Richard Mendelson. Ele descreve os instrumentos legais disponíveis para proteger as Indicações Geográficas (IGs) nos mercados mais dinâmicos do mundo. O texto é voltado a empresas e empreendedores interessados em obter proteção naqueles mercados.

Instituto Nacional da Propriedade Industrial

Compartilhe: