Ibirubá deverá ganhar estação de tratamento d’água

O superintendente regional da Corsan, Adilson João Steffen, acompanhado do chefe da unidade daquele municipio, Luiz Roman, entregou na tarde de sexta-feira (03), ao prefeito municipal, o estudo técnico conceptivo de água e esgoto de Ibirubá. O projeto, que prevê inicialmente a construção de rede coletora e a construção de uma estação de tratamento, deverá agora ser analisado pelo Comitê Local Municipal, responsável pelo levantamento de dados para a realização do diagnóstico e prognóstico para elaboração do Plano Municipal de Saneamento e do Plano Diretor que está em andamento. Após ser analisado pelos técnicos, o projeto deverá ser colocado em prática e terá até 2040 para a sua total implantação.

Rede Coletora
A existência de um sistema de coletora de esgoto na cidade é fundamental para garantir a destinação adequada dos rejeitos produzidos e melhorar a qualidade de vida da população.

O esgoto dos imóveis ligados à rede deixa de poluir o meio ambiente. Em vez disso, é transportado até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Estação de Tratamento
É uma infraestrutura que trata as águas residuais de origem doméstica e/ou industrial, comumente chamadas de esgotos sanitários ou despejos industriais, para depois serem escoadas para o mar ou rio com um nível de poluição aceitável através de um emissário, conforme a legislação vigente para o meio ambiente receptor.

Numa ETAR as águas residuais passam por vários processos de tratamento com o objetivo de separar ou diminuir a quantidade da matéria poluente da água.

Compartilhe: