Ibirubá decretou Situação de Emergência

O Executivo Municipal publicou o Decreto 4.073/2015, declarando que Ibirubá está caracterizado como “Situação de Emergência” em razão da enxurrada que acometeu o município na tarde de 21/12.

O documento foi publicado no último dia 28 em conformidade com os regramentos do Conselho Nacional da Defesa Civil – Condec, dimensionando a intensidade do desastre como Nível II, de médio porte.

O secretário de Administração e Planejamento Gustavo Roberto Schroeder se deslocou a Porto Alegre no dia 30/12 para entregar, pessoalmente à Defesa Civil do estado, documentos que registram e comprovam os danos causados pela enxurrada no dia 21/12 à tarde.

O documento foi recebido pelo Capitão Goes, para o encaminhando do processo para a devida análise do órgão. O município solicita ajuda humanitária para a Defesa Civil do RS para auxiliar as famílias atingidas pelo transbordo do Arroio Puxiretê.

A declaração de anormalidade no documento considerou os altos índices de precipitação pluviométrica verificados no município (140 a 180 mm em questão de pouco mais de duas horas de chuva) que causaram alagamentos, especialmente, nos bairros Floresta, Santa Helena, Chácara, Odila, Unida, Bangu e Progresso, além de muitas localidades do interior do município.

Na área urbana, o Arroio Puxiretê transbordou, alagando ruas e adentrando nas casas localizadas nas imediações. Os danos foram de monta física para as famílias moradoras, afetando móveis, roupas pessoais e da casa, utensílios domésticos, carros, produtos alimentícios, produtos de higiene e limpeza, etc.
A malha viária municipal ficou seriamente comprometida, danificando a estrutura de pontilhões e bueiros, prejudicando a trafegabilidade e comprometendo a segurança dos usuários das vias, em especial ao recolhimento da produção leiteira, transporte de leitões, suínos de engorda e alimentação para os animais das propriedades rurais.

Na área agrícola, a cultura da soja, conforme laudo do Escritório Local da Emater, deverá ter perdas consideráveis na qualidade do produto.
Segundo os índices pluviométricos registrados junto à Guarita da Cooperativa
Agrícola Mista General Osório – Cotribá, localizada junto ao trevo principal de acesso à cidade, Ibirubá registrou mais de 600 mm de chuva no mês de dezembro.

Ações do dia seguinte
No momento da chuva no dia 21/12, Defesa Civil e equipes da Prefeitura Municipal deslocaram-se aos locais afetados, auxiliando as famílias na retirada e no salvamento dos seus bens.

No dia seguinte, após as águas se escoarem e o leito do Rio ter baixado a um nível aceitável de controle, equipes da Secretaria de Obras trabalharam intensamente nas ruas dos bairros afetados, promovendo a limpeza mais emergencial e crítica das ruas.

Uma equipe da pasta de Assistência Social, liderada pela secretária Jaqueline Winsch, visitou as casas das famílias mais atingidas, com o objetivo de levantar a real situação em que se encontravam. Imediatamente, uma campanha de mobilização da comunidade foi deflagrada pela Administração Municipal para angariar doações das necessidades mais urgentes do grupo de flagelados pelo desastre climático.

(Magda Pimentel – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ibirubá)

Compartilhe: