Homens matam 25 mulheres em zona de prostituição de Bagdá

Autoridade policial disse que os agressores haviam usado silenciadores. Outras 11 pessoas ficaram feridas

Homens armados mataram 25 mulheres, neste sábado à noite, em dois prédios de uma zona residencial de Bagdá conhecida como local de prostituição, informou o governo.

“Vinte e cinco mulheres foram assassinadas (…) por homens armados que invadiram dois edifícios do bairro residencial de Zayuna, no leste de Bagdá”, disse à AFP um funcionário do Ministério do Interior, acrescentando que pelo menos dez pessoas ficaram feridas.

Uma autoridade policial disse que os agressores haviam usado silenciadores. O oficial confirmou o registro de mortes e indicou 11 pessoas feridas.

“Homens armados invadiram o prédio número 43 em Zayuna, mataram dez mulheres e feriram cinco. Também entraram no edifício número 44, onde mataram 15 mulheres e feriram seis homens”, indicou um coronel da Polícia, que pediu para não ser identificado.

A polícia cercou a área, de acordo com um correspondente da AFP, e várias pessoas foram detidas após o ataque, segundo testemunhas no local.
“Este é o destino de toda prostituição”, estava escrito na entrada de um dos prédios atacados.

De acordo com os moradores, o único acesso da rua para os dois edifícios estava bloqueado por policiais e soldados.

Em maio de 2013, ataques semelhantes deixaram 12 mortos e outras três mulheres foram assassinadas três meses depois nesta mesma área de Bagdá.

(AFP)

Compartilhe: