Grito da Terra mobiliza 7 mil

Agricultores familiares de todo o país começam a chegar hoje (29) à Brasília para a mobilização do Grito da Terra Brasil. O movimento anual, que estima reunir 7 mil produtores e trabalhadores rurais, segue até amanhã, quando é aguardada a resposta da presidente Dilma Rousseff aos 138 pleitos. A comitiva gaúcha, formada por 120 produtores, se junto ao grupo na capital federal.

Ontem, lideranças da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) tiveram reunião com os ministros do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, e da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. “Mais uma vez, apesar da pressão, saímos sem respostas concretas”, disse o presidente da Contag, Alberto Broch. A pauta foi entregue à Dilma no dia 27 de abril e vem sendo negociada.

Segundo o presidente da Fetag, Elton Weber, existe grande expectativa quanto a medidas de garantia de renda no campo e de mudanças no seguro agrícola. O objetivo é que as ações abranjam a propriedade como um todo e não apenas o crédito tomado junto aos bancos. Segundo Weber, também se espera que o governo dê uma posição mais clara sobre melhorias no Plano Safra, que busca R$ 29,6 bilhões.

Correio do Povo

Compartilhe: