Fontes começam a secar e se agrava a situação no interior

IBIRUBÁ – Com a continuidade da seca que iniciou em outubro de 2011, sem grandes chuvas no período, a situação no interior do município se agrava a cada semana, sem chuva. As fontes naturais, onde a maioria dos agricultores se abastecia com água para o consumo da família, começaram a secar. Foi o que ocorreu com a família Schwantes, proprietária da Agropecuária Puxiretê, na linha Pulador Sul, que viu sua fonte de água secar e teve que apelar para o poder público, através da Secretaria de Agricultura, para levar água para seu consumo, através de caminhão tanque.

A Secretaria de Agricultura, em parceria com a Cooperativa dos Pequenos Agropecuaristas de Ibirubá (Coopeagri), que cedeu um caminhão, amenizou a situação levando água ao agricultor, até que no domingo (01) a secretaria realizou o concerto do cano que havia estourado. A agropecuária possui cerca de 50 vacas na ordenha e, para o gado, teve de utilizar água do Arroio Pulador. Esse é apenas um caso, pois várias localidades do interior já enfrentaram a mesma situação.

Segundo o prefeito Carlos Jandrey, o município já disponibilizou mais de R$ 1 milhão de reais do orçamento do município, para abertura de poços artesianos e construção de redes de água no interior, em parceria com o Estado e os próprios agricultores, tentando amenizar o grave problema e se prevenir para novas secas que poderão ocorrer. Espera-se que nos próximos meses haja chuvas mais significativas para a situação voltar à normalidade.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Ibirubá)

Compartilhe: