Fim das filas do SUS: Acollhimento mostra eficiência e agrada usuários

TAPERA – A proposta da Administração Municipal de acabar com as filas do SUS, está se concretizando, não através do telefone 0800, conforme prometido, mas do Acolhimento, sistema implantado nas três Unidades de Saúde de Tapera. O novo sistema, resultado de muitos estudos, preparação e treinamento, já dura duas semanas, com uma avaliação altamente positiva tanto de parte dos usuários como dos profissionais responsáveis por sua execução em nosso Município.

Com o novo sistema, os usuários não precisam mais levantar de madrugada para entrar na fila para conseguir as fichas de atendimento disponibilizadas para o dia.

Com o Acolhimento, e a classificação de risco, em vez de fila, a prioridade passa a ser o estado de saúde do usuário. Todos os usuários serão atendidos nas Unidades, sendo que os casos mais graves terão atendimento prioritário, assim como haverá agendamentos para as situações de menor complexidade.
Os casos de emergência continuarão sendo atendidos normalmente, tanto nos horários normais nas Unidades de Saúde como nos Plantões que iniciam ás 17h diariamente, ou nos finais de semana junto ao Hospital Roque Gonzales.

“Ninguém, que efetivamente precisar, vai ficar sem atendimento”,garante a secretária Maria Lizete. Ela destaca que o sistema que está sendo implantado agora, é resultado de muitos estudos, reuniões, preparação, conscientização, humanização e treinamento dos profissionais das três Unidades: CAIS Centro, Unidade Dona Borja e Zona Sul. Segundo ela, os próprios profissionais destas três Unidades chegaram à conclusão e ao consenso de que o Acolhimento era e é a melhor alternativa, viável e prática, para promover a melhoria no atendimento da população que está se vendo livre das filas e das fichas.

A partir de agora é tudo uma questão de adequação ao novo sistema, que em duas semanas,já deu mostras de que será eficiente no sentido de promover uma qualificação maior no atendimento da população na área da saúde.

Sempre é importante também ressaltar, que o usuário tem a sua responsabilidade, no cuidado com a sua saúde, assim como comparecer nas consultas agendadas para que o sistema realmente beneficie a todos.

PMAQ – O Acolhimento está sendo implementado através das diretrizes doPrograma Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, que procura induzir a instituição de processos que ampliem a capacidade das gestões federal, estaduais e municipais, além das Equipes da Estratégia de Saúde da Família na Atenção Básica, em ofertarem serviços que assegurem maior acesso e qualidade, de acordo com as necessidades concretas da população.

O Programa busca induzir a ampliação do acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica, com garantia de um padrão de qualidade comparável nacional, regional e localmente de maneira a permitir maior transparência e efetividade das ações governamentais direcionadas à Atenção Básica em Saúde em todo o Brasil. Em nosso município as três equipes de ESF aderiram ao programa PMAQ em uma demonstração de querer oferecer um serviço de qualidade a nossa população.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: