Feijão preto, alternativa rentável na safrinha

Com a proximidade da colheita das lavouras de milho na região ou a retirada das plantas para silagem a ser oferecida ao gado no período de escassez de pastagens, o produtor começa a se programar para a realização de mais um plantio antes da chegada do inverno, a chamada safrinha.

Alguns agricultores optam pelo plantio de soja, outros repetem a lavoura de milho e há ainda produtores que partem para culturas alternativas objetivando manter a diversificação com possibilidades de ganhos. O importante é manter a terra com alguma cobertura.

O Grupo Pozza está firmando parceria com produtores para o plantio de feijão preto no período da safrinha. As sementes disponibilizadas ao produtor são das variedades Tuiuiú e Uirapuru. Produzidas pela Embrapa as cultivares tem boa resposta ao clima e tipo de solo da região. De manejo simples, plantas altas e potencial produtivo que pode alcançar até 1.800 Kg/ha com custo aproximado de R$ 1.200,00/ha, a cultura é uma opção interessante.

Atualmente a saca de feijão é comercializada em média a R$ 150,00, valor que garante uma boa rentabilidade, especialmente por ser período de safrinha.

Conforme o empresário Evandro Pozza, o agricultor interessado em produzir feijão no período de entressafra deve procurar o Grupo Pozza para planejar sua lavoura. “Temos as sementes, os insumos e o acompanhamento técnico”, revelou.

Paulo Santos
Jornalista

Compartilhe: