Evento sensibiliza comunidade para a implantação do Observatório Social em Cruz Alta

CRUZ ALTA – Um encontro na noite da última segunda-feira (10), no Salão Nobre da Unicruz Centro, marcou mais um momento de sensibilização em prol da implantação do Observatório Social do Brasil em Cruz Alta (OS), numa parceria entre a Universidade de Cruz Alta, Conselho Regional de Contabilidade e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O Movimento tem como objetivo despertar o espírito de cidadania fiscal pró-ativa, via a sociedade organizada, em cada cidadão, tornando-o atuante, na vigilância social em sua comunidade, atuando principalmente em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos.

A palestra foi proferida pela presidente do Comitê do Observatório Social e diretora executiva do Observatório Social do Rio Grande do Sul, Silvia Grewe, com a participação do Gestor do Comitê do Observatório Social do Estado e membro do Conselho Regional de Contabilidade do RS, Edemar Castaman.

Na ocasião, além de apresentar o histórico e objetivos do OS, a Presidente trouxe dados da fiscalização da aplicação dos recursos públicos em algumas cidades nas quais o Movimento já está implantado e fez questão de salientar que a iniciativa é apartidária. Silvia destacou também que em 2011, as unidades do OS implantadas em cerca de 50 cidades do Brasil, em conjunto com as Administrações Públicas, conseguiram uma economia de cerca de R$ 200 milhões em recursos.

Conforme a reitora da Unicruz, Elizabeth Fontoura Dorneles, a Universidade não poderia ficar distante de um Movimento que tem apresentado resultados tão significativos onde já existe. A Reitora chamou a atenção para a participação no Observatório Social, que é um ato voluntário e um exemplo de exercício de cidadania.

O Observatório Social

O Movimento se consolidou a partir da criação do Observatório Social de Maringá, em 2006, instalando uma ferramenta concreta de monitoramento das licitações públicas e de educação fiscal. Com a criação do OSB, o Movimento foi institucionalizado e passou a disseminar a instalação de Observatórios Sociais no Paraná e em outros Estados, formando a Rede (OSB) de Controle Social, com metodologia padronizada e ações integradas. Hoje já existem cerca de 60 sedes do Movimento pelo Brasil, das quais duas estão no Rio Grande do Sul, nas cidades de Lajeado e Santa Maria. Cruz Alta será o terceiro município do RS a instalar o Observatório. Na Unicruz, os trabalhos ligados a essa temática têm sido conduzidos pelas professoras Luciana Pieniz, coordenadora do curso de Ciências Contábeis, e Raquel Souto, coordenadora do curso de Direito.

(Assessoria de Imprensa – Unicruz)

Compartilhe: