ESPUMOSO – Cotriel realizou Tarde de Campo sobre variedades de trigo

Na tarde desta sexta-feira, 27, na Área Experimental da Sede, localizada ao lado do Posto de Resfriamento de Leite, a Cotriel, com o apoio da CCGL, Biotrigo, Embrapa e OR Sementes realizou a Tarde de Campo Variedades do Trigo. Mais de 300 produtores de toda a área de abrangência da Cooperativa visitaram as estações do cereal de inverno e ao final destas puderam assistir à palestra com a meteorologista da Met Sul, Estael Sias.

OR Sementes aposta nos resultados da variedade Quartzo e apresenta duas novas variedades

No dia de campo realizado pela COTRIEL, estiveram presentes os pesquisadores da OR Sementes, engenheiros agrônomo Erlei Reis e Sandra Zoldan, apresentando as novas cultivares da empresa Ametista e Jadeíte 11. A Ametista, é uma cultivar de ciclo precoce, moderadamente resistente ao mosaico comum a ferrugem da folha e manchas foliares. Tem como destaque a alta qualidade industrial, sendo trigo pão com potencial para trigo melhorador. A variedade Jadeíte 11 também se destaca em qualidade, sendo trigo melhorador e em resistência ao acamamento e a germinação na espiga. Além disso, apresenta excelente sanidade tendo bom nível de resistência ao oídio, ferrugem da folha e mosaico.

Os pesquisadores também ressaltaram a grande relevância da cultivar Quartzo, que nesta safra foi plantada em 70% da área de abrangência da Cooperativa. Apesar das condições ambientais adversas, excesso de chuvas e baixas temperaturas a cultivar têm mantido um ótimo desenvolvimento e sanidade.

Biotrigo Genética apresentou as variedades TBIO Mestre, Sinuelo, Iguaçu e Alvorada

A empresa Biotrigo Genética, também de Passo Fundo apresentou quatro variedades, TBIO Mestre (trigo pão melhorador), Sinuelo (trigo Pão), Iguaçu (trigo pão) e Alvorada (trigo pão), todas adaptadas a nossa região, com ciclo médio, sendo que a empresa tem se destacado com intensas pesquisas na área. Para o representante, engenheiro agrônomo João Paulo Mattioni Ourique, a meta da empresa é oferecer genética de qualidade, com alto rendimento, maior segurança ao produtor.

Embrapa apresenta a cultivar Parrudo, alvo de várias pesquisas

Com a Embrapa os produtores puderam conhecer a variedade de trigo BR Parrudo, que foi lançada em março deste ano e tem registrado bons resultados em nível de região. A pesquisadora da Embrapa Trigo de Passo Fundo, engenheira agrônoma Vladirene Vieira, iniciou sua abordagem frisando que a cultivar possui um tipo agronômico diferenciado, associando qualidade e rendimento de grãos. Um aspecto importante a ser considerado é a dureza do grão, elevado teor de glúten, constando na classe trigo melhorador, além da resistência a acamamento pelo porte baixo. O novo trigo é resultado de 20 anos de melhoramento do cereal para chegar a uma planta capaz de associar porte baixo, sanidade, produtividade e qualidade. O potencial produtivo é de 6.300 kg/ha, sendo que uma marca da cultivar é a boa resposta à adubação nitrogenada.

CCGL TEC apresenta variedades Frontale, Bravo e Raízes

A instituição de pesquisa das cooperativas, a CCGL TEC Fundacep também se fez presente na última estação da Tarde de Campo da Cotriel. O engenheiro agrônomo Tiago Loro, pesquisador da CCGL, apresentou as cultivares Frontale, Bravo e Raízes. A Frontale é de ciclo médio, de classe pão, com elevado rendimento de grãos, proporcionando uma farinha branca e de excelente sanidade. A Bravo, trigo tipo pão, tem recomendação de cultivo em todas as regiões do Sul do País e nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, com planta de média estrutura e ciclo médio.

O gerente do departamento técnico da Cotriel, agrônomo Cristiano Corazza avaliou o Dia de Campo, agradeceu aos produtores presentes e frisou que o trabalho da área técnica sempre foi voltado à eventos de qualificação dos agricultores, sendo que a expressiva presença de produtores confirma a credibilidade emprestada pelo associado à Cooperativa

O coordenador da tarde de Campo da Cotriel, engenheiro agrônomo Luciano Nicolini salientou que a tecnologia empregada é a mesma adotada pela maioria dos produtores da área da Cotriel, sendo que os mesmos assim tiveram uma avaliação precisa das variedades apresentadas.

(Assessoria de Comunicação – Cotriel)

Compartilhe: