ERNESTINA – Exposição Brizola: o Estadista da Educação recebe mais de 300 visitantes no Museu Dona Ernestina

Durante quase dois meses, o Museu Municipal Dona Ernestina recebeu a exposição “Brizola: o Estadista da Educação”, oportunidade para que mais de 300 pessoas visitassem o espaço e conhecessem a trajetória do engenheiro civil que fez história na política brasileira. Além da comunidade ernestinense, pessoas de diversos municípios da região apreciaram a exposição, além de estudantes de Ernestina e Tio Hugo, entre outros municípios da região.

Segundo o historiador e coordenador do Museu, Alexandre Aguirre, “o principal objetivo da exposição foi homenagear um dos maiores ícones da política brasileira e principalmente sua trajetória política e luta pela educação e em defesa da democracia. A política vive uma das piores crises da sua história, uma crise ética, moral e econômica, e foi um momento chave trazer a exposição para mostrar que há políticos como o Brizola que lutaram por uma causa, um ideal, e que isso possa inspirar os jovens que lá estiveram que ainda dá pra fazer política pelo povo brasileiro e não por interesses próprios”.

Estudantes do 8º e 9º ano das escolas municipais de ensino fundamental Antônio Parreiras e Casemiro de Abreu, de Tio Hugo, estiveram entre os alunos que visitaram a exposição. “Participar de atividades extraclasse é de extrema importância, pois estimula o aprendizado dos alunos e enriquece seus conhecimentos e suas vivências, além de proporcionar um momento de diálogo e troca de informações com outras pessoas”, avalia a professora Juliane. “É muito importante, pois a aula não se resume apenas em sala de aula, e sim em ampliar horizontes para que possam ter uma ampla bagagem de conhecimento de mundo”, acrescenta a professora Ana Paula.

A exposição, pertencente ao Memorial da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, retornou a Porto Alegre após a exposição em Ernestina. Agora, o Museu Municipal Dona Ernestina remonta novamente a exposição permanente com peças que retratam a formação dos povoados que hoje resultam no município ernestinense. Conforme Aguirre, uma das metas é buscar auxílio para a restauração de um trator histórico e também parcerias para a construção de uma sede própria do Museu Municipal. “Nosso objetivo é trazer a população para dentro do museu. Visitar o museu não costuma ser hábito das pessoas. Através do museu, também fazemos inclusão social. Queremos encerrar 2016 com algo entre 700 e 800 visitas. Nosso trabalho vem aproximando a comunidade do Museu Municipal”, revela Aguirre.

Nascido no dia 22 de janeiro de 1922, no povoado de Cruzinha, então pertencente ao município mãe de Passo Fundo, mas que em 1931, passou à jurisdição de Carazinho. Em seu governo no RS, Brizola construiu no Estado cerca de 6 mil escolas – três delas, as chamadas Brizoletas, em Ernestina. “Nosso compromisso com a Educação é muito inspirado nos ideais de Brizola, que muito batalhou pela Educação das nossas crianças em seu trabalho enquanto governador gaúcho. Conhecer a nossa história e também a trajetória deste grande político que foi Brizola é fundamental. Parabéns ao coordenador do museu pela iniciativa e também a toda a comunidade que prestigiou a exposição”, disse o prefeito Nico durante sua visita ao Museu.

(Fabricio Carvalho – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ernestina)

Compartilhe: