ERNESTINA – Conjunto habitacional com 30 unidades recebe projeto de instalação da rede elétrica

Uma representante da RGE – Rio Grande Energia – entregou ao prefeito de Ernestina, Odir João Boehm, em uma reunião na manhã dessa quarta-feira (23), o projeto de instalação da rede de energia elétrica no conjunto habitacional que será construído pela administração municipal de Ernestina. Com o projeto em mãos, será dada sequência nos trâmites finais de engenharia, social e loteamento, para o início das obras no local, o que deve ocorrer ainda no segundo semestre deste ano.

Agora, o projeto será encaminhado ao Registro de Imóveis, exigência para que sejam dadas as escrituras individuais dos terrenos. Esses documentos somar-se-ão a outros das famílias beneficiadas pelo projeto e integrarão o dossiê de documentos a ser entregue a Caixa Federal para análise e assinatura do contrato. A partir da assinatura, as obras devem ser iniciadas, quando serão construídas 30 unidades habitacionais. As famílias beneficiadas já estão inscritas. Serão investidos somente neste projeto de habitação cerca de R$ 1,5 milhão.

O empenho da equipe da administração municipal é destacado pelo prefeito Boehm para a conclusão dessa nova etapa do projeto. “Estamos todos empenhados em mais esse projeto, que beneficiará 30 famílias ernestinenses na construção das unidades com recursos de aproximadamente R$ 1,5 milhão. Detectamos junto à população essa necessidade de elaborarmos ações dentro da Habitação e, prontamente, mobilizamos a equipe de trabalho da administração municipal para buscarmos esses recursos e viabilizarmos a execução do projeto. Neste momento, 30 famílias serão beneficiadas, e já planejamos outros projetos para os próximos anos que, se confirmados, resultarão em aproximadamente R$ 5 milhões investidos somente em Habitação em Ernestina”, exaltou Boehm.

Além do projeto de instalação da rede elétrica no conjunto habitacional, outras pautas foram debatidas entre Boehm e Eliana Bortolon, representante da RGE. Entre elas, a instalação da rede de energia elétrica nos locais onde estão sendo construídas a escola municipal e a escola de educação infantil (creche), e onde será construída a nova UBS – Unidade Básica de Saúde. Além disso, trataram sobre a remoção do poste de energia que fica em frente a Prefeitura Municipal e a declaração que será fornecida pela RGE sobre a suficiência da capacidade de energia elétrica disponível no Distrito Industrial para as empresas que lá estão e as que ainda irão instalar-se, documento necessário para a regulamentação junto ao Registro de Imóveis e a liberação da escritura dos terrenos.

(Fabricio Carvalho – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ernestina)

Compartilhe: