ERNESTINA – ‘Comer mais saudável’ no cardápio da merenda escolar ernestinense

Incluir alimentos orgânicos na alimentação das crianças proporciona um crescimento mais saudável e, se for possível ambientar as crianças nessa perspectiva, fica ainda melhor. A inserção gradativa de alimentos oriundos da agricultura familiar na merenda escolar tem sido uma prática buscada pela Prefeitura de Ernestina, na intenção de proporcionar às crianças uma vida alimentar mais saudável.

Em busca de dispor de uma variedade cada vez maior de alimentos produzidos por pequenos produtores ernestinenses, a nutricionista Jane Bonamigo, da Prefeitura de Ernestina, acompanhada da extensionista Rosane Treviso e da engenheira agrônoma Jucéli Müller, ambas do escritório municipal da Ema-ter/RS-Ascar, visitaram propriedades ernestinenses com potencial produtivo a ser explorado.

As visitas na manhã de quarta-feira (27) permitiram que as profissionais vislumbrassem o potencial de produção de algumas propriedades que podem passar a fornecer alimentos para a merenda escolar. Na oportunidade, os produtores foram informados a respeito da chamada pública a ser realizada pela Prefeitura para a aquisição dos alimentos e também receberam orientações relacionadas ao manejo dos alimentos.

O FNDE prioriza que ao menos 30% dos alimentos da merenda escolar sejam oriundos da agricultura familiar, como relata a nutricionista Jane. “Também estamos buscando fornecedores de panificação e hortifrúti. Através da parceria com a Emater, vamos tentar trazer receitas com pratos que possam explorar os produtos locais, como milho verde e batata doce. Com isso, contemplamos os produtores rurais e também damos às crianças uma merenda mais saudável, um estímulo também à adoção de melhores hábitos alimentares”, explica a profissional.

(Fabricio Carvalho – Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Ernestina)

Compartilhe: