ERNESTINA – Combate ao racismo é tema de formação continuada com professores ernestinenses

Debater questões que promovam a igualdade e o respeito entre as pessoas é fundamental no processo de educação das crianças e, para isso, também é preciso que os professores estejam capacitados para abordar assuntos que às vezes não são devidamente dialogados em casa. E o racismo, assim como outras maneiras de segregação social, está entre estes temas.

Em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro, em torno de 30 professores da rede municipal de ensino de Ernestina, composta pelas escolas EMEI Dr. Orlando Rojas, EMEIEF Educarte, EMEF Osvaldo Cruz e EMEF João Alfredo Sachser, participaram na manhã desta segunda-feira (16), na Educarte, de uma palestra sobre “Educação para as relações raciais”, atividade coordenada pela professora palestrante Francisca Izabel da Silva Bueno.

A ação fez parte dos trabalhos de formação continuada promovidos com os educadores ernestinenses e permitiu, além de abordagens sobre as marcas da resistência do povo africano, debates sobre questões relacionadas ao combate ao racismo nas escolas e na sociedade em si, como a necessidade da concepção de igualdade racial entre as pessoas. “Nós, como educadores, devemos estar atentos a estes sinais em sala de aula para que possamos falar sobre o tema com os estudantes”, pondera a coordenadora pedagógica da Secretaria da Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Ernestina, Diones Magarinos da Silva.

Questões legais amparadas por leis de defesa dos Direitos Humanos e que devem ser seguidas pela população também foram citadas pela palestrante Francisca. “Atividades de formação são fundamentais para que possamos permitir momentos de capacitação e atualização dos professores. O racismo ainda é, infelizmente, muito presente no cotidiano. Com essa formação, damos ferramentas aos professores para que o assunto possa ser abordado da melhor maneira possível em sala de aula”, relata a secretária da pasta, Ingrid Worst.

(Fabricio Carvalho – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ernestina)

Compartilhe: