Entidades cobram votação da PEC dos Jornalistas em segundo turno

A Executiva da FENAJ e representantes de Sindicatos de Jornalistas voltam a cobrar, nesta terça-feira (12), a votação da PEC 33/09, que restabelece a exigência de diploma para o exercício profissional do Jornalismo, em segundo turno no Senado. A proposta não foi apreciada nas sessões dos dias 5 e 6 de junho devido à falta de quórum no plenário.

José Carlos Torves, membro da Executiva da FENAJ que acompanhou as atividades no Senado, registrou que havia aproximadamente 60 parlamentares na Casa, e número ainda menor de presenças no plenário. “O feriado de Corpus Crhisti, aliado aos festejos juninos principalmente no nordeste, fez com que muitos senadores estivessem ausentes”, avalia.

A expectativa dos dirigentes da Federação é de que nas sessões dos dias 12 e 13 de junho o quadro seja diferente no Senado. A entidade trabalha com a perspectiva de que a matéria seja votada desde que se verifique um quorum superior a 65 senadores, visto que é necessária a presença em plenário e o voto favorável de pelo menos 49 deles para aprovação da PEC em 2º turno.

“Nesta semana, em especial, precisaremos da mobilização de todos os apoiadores de nosso movimento no sentido de solicitar a presença dos parlamentares em Brasília e seu voto favorável à PEC dos Jornalistas”, comenta o presidente da FENAJ, Celso Schröder, pedindo que o esforço de contato pessoal, telefônico ou por email com os parlamentares seja reforçado.

Ele acredita que haverá uma significativa presença dos Sindicatos da categoria em Brasília, uma vez que no dia 12, às 14h, haverá audiência pública na Câmara dos Deputados sobre a federalização de crimes contra jornalistas.

FENAJ

Compartilhe: