Eleição na 109ª Zona Eleitoral foi tranquila

TAPERA – As eleições transcorreram de forma tranquila nos quatro municípios integrantes da 109ª Zona Eleitoral – Tapera, Selbach, Colorado e Lagoa dos Três Cantos. Segundo o Cartório Eleitoral, apenas dois casos aconteceram em Colorado, considerados costumeiros em uma eleição e que foram logo resolvidos pela Justiça.

A 109ª Zona Eleitoral foi a primeira no Estado a repassar informações ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) tendo começado por Tapera, Lagoa dos Três Cantos, Selbach e Colorado. Com poucos mais de 40 minutos o Rio Grande do Sul conhecia os eleitos de Tapera.

O grande diferencial nos quatro municípios foi o acordo feito entre a Justiça Eleitoral e as coligações e partidos que limitou ao máximo a propaganda eleitoral, com impressos, materiais publicitários diversos e som. Nesta segunda feira (08), os quatro municípios amanheceram limpos, sem a costumeira sujeira pós-pleito. Tapera nem parecia que teve eleição no dia anterior.

Em Tapera não houve nenhuma ocorrência que tenha havido a necessidade de intervenção policial. Os casos considerados mais graves neste pleito não passaram de bate-boca entre cabos eleitorais próximos as urnas de votação.

Ainda em Tapera, Ireneu Orth entra para a história do município ao ser reeleito. Ele é o primeiro prefeito a ser eleito e passa a ser o homem que mais vezes comandou o município, com quatro mandatos em 18 anos. Nesta eleição, a comunidade preferiu reconduzir Orth à Prefeitura tendo em vista o trabalho que vem desenvolvendo no município tornando-o uma referência na região. Ireneu Orth, dono de grande capacidade administrativa, venceu dois ex-prefeitos altamente populares e donos de grande votação e carisma.

Em Selbach, o município que havia ido contra a escrita ao reeleger um prefeito – Rudi Seger, preferiu não dar um terceiro mandato ao PP e elegeu o vereador Serginho Kuhn (PMDB), politico altamente popular e dono de um carisma muito grande. O ex-prefeito Rudi Seger se elegeu vereador, ficando com a 3ª maior votação.

Em Lagoa dos Três Cantos, o empresário Sérgio Lasch (PTB) quebra uma hegemonia de 20 anos do PP, tendo o município alternado o poder com Ernor Weber – três mandatos, 12 anos – e Edio Schrader – dois mandatos, 8 anos. Os trescantenses preferiram apostar na mudança para ver o que acontece. E coube a Lasch fazer a diferença e fazer a oposição provar o gosto do poder no município.

Em Colorado, Lírio Riva se mantem na Prefeitura. Os coloradenses optaram por continuar com ele no comando do executivo. Assim, Lírio vai para seu sexto mandato como prefeito, sendo uma lenda na política regional e estadual estando 24 anos a frente da Prefeitura daquele município.

Em Espumoso, após 12 anos de domínio do PDT, os espumosenses acharam que estava na hora de mudar e o fizeram elegendo o ex-prefeito Derly Helder que volta à Prefeitura após 20 anos.

Na região da AMAJA (Associação dos Municípios do Alto Jacuí) também houve mudanças. A maioria dos prefeitos concorreu à reeleição e boa parte deles se manteve na Prefeitura. Mas, a grande maioria será de novos prefeitos que chegam para se mostrar no cenário político regional.

Em Tapera, os dois maiores partidos políticos da história do município, até agora e que hoje são parceiros desde 2000, PP e PMDB, conseguiram eleger apenas um vereador cada – José Nelson Balensiefer e João Roque Simon, curiosamente o prefeito e o vice-prefeito da 11ª legislatura. O PT não elegeu vereador nesta eleição e o PTB passa a ser a maior bancada no legislativo, com 3 vereadores, tendo o PDT dois.

A diplomação acontecerá em dezembro, em data ser definida. Os eleitos assumem no dia 01 de janeiro de 2013.

Compartilhe: