Dpvat paga três indenizações por minuto a acidentados no trânsito

Postado em 24 agosto 2012 07:17 por jeacontece
15.292.411/0001-75

O número de indenizações pagas pelo seguro obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat) a acidentados no trânsito cresceu 31% no primeiro semestre de 2012, alcançando cerca de 216 mil. O número corresponde a uma média de três indenizações por minuto. No mesmo período de 2011 foram pouco mais de 165 mil indenizações. Os acidentes com motociclistas representam 69% dos pagamentos, contra 25% de acidentes de automóveis.

Os dados de pagamento do seguro são considerados um dos instrumentos mais precisos sobre as informações de acidentes de trânsito, de acordo com a Seguradora Líder DPVAT, já que há poucos estudos relacionados ao assunto. “Hoje os dados de indenizações do Dpvat são mais precisos que os do governo, uma vez que nossos estudos são atualizados frequentemente”, disse o diretor-presidente da Seguradora, Ricardo Xavier.

Motoristas homens, com idade entre 25 e 34 anos, foram a maioria das vítimas de acidentes de trânsito no primeiro semestre do ano. As estatísticas apontaram que a maioria (23%) dos acidentes ocorreram ao anoitecer, entre 17h e 20h, e o menor índice (11%), foi registrado ao amanhecer, entre 6h e 9h.
A Região Nordeste concentrou a maior parte das indenizações pagas, 30%, seguida da Região Sul, 27%, a Sudeste, 25%, a Norte, 10%, e a Centro-Oeste com 8%. No ano passado a Região Sul, havia concentrado o maior número de indenizações.

De acordo com Xavier, a alteração no cenário das estatísticas pode ter relação com a mudança do perfil da frota nas regiões. “Neste primeiro semestre, a Região Nordeste teve um crescimento na frota de motocicletas de 13% em relação a junho de 2011, enquanto a frota de motos na Região Sul cresceu apenas 4%. Isso pode ter impactado diretamente na mudança do quadro de indenizações”, informou.

A invalidez permanente responde pela maioria dos casos, quase 143 mil (66% das indenizações), seguido do reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS), com mais de 43 mil (20%) e por último as indenizações pagas por mortes em acidentes de trânsito, com mais de 29 mil famílias (14%) indenizadas no primeiro semestre.

Para Ricardo Xavier o aumento gradativo das indenizações vem ocorrendo nos últimos anos e só tende a crescer. “No ano de 2010 para 2011 houve um aumento de 45% e esse ano a tendência é que esse número aumente ainda mais. Isso ocorre devido à falta de investimentos em infraestrutura, educação e prevenção de acidentes de trânsito”, pontuou.

O prazo máximo para as vítimas ou parentes requererem a indenização do seguro é de três anos, a partir da data do acidente. Os valores da indenização são de R$ 13.500 no caso de morte, até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente (variando conforme grau da invalidez), e de R$ 2.700 em reembolsos com despesas médicas e hospitalares. Os recursos do Dpvat são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual obrigatório, e a apólice do seguro é o verso do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRVL). As indenizações são pagas em 30 dias a partir da entrada da documentação.

Terra

Postado em 24 agosto 2012 07:17 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop