Diálogo Espírita – GRAVIDEZ

No dia 03 de fevereiro foi noticiado neste Jornal Eletrônico uma matéria com o título: ”Aborto já é livre no Brasil. Proibir é punir quem não tem dinheiro”, diz Dráuzio Varella.

Na sua entrevista ainda critica qualquer enfoque religioso sobre o tema e diz que o aborto já é livre no Brasil é só ter dinheiro e afirmou que o cerne da discussão não está na moralidade, mas na desigualdade brasileira, entre outras afirmações.

O Dr. Dráuzio é bastante conhecido por trazer muitas orientações médicas saudáveis para as pessoas, entretanto, na presente entrevista, pisou na bola.

Inicialmente vamos citar o Dr. Bernard Nathanson (1926-2011) que em 1971 foi Diretor do Centro de Saúde Reprodutiva e Sexual de Nova York, clínica de abortos e confessou que praticou 5.000 abortos.

Posteriormente, com a filmagem do útero no momento do aborto observou que o feto entrava em desespero, procurando drasticamente se salvar, originando daí o vídeo “Grito Silencioso”, documentário lançado em 1984 e o Dr. Nathanson passou a condenar o aborto e a defender a vida.

Os Espíritos de Luz revelam que a reencarnação se inicia no momento da concepção, quando a partir daí magneticamente o Espírito Reencarnante vai se ligando, molécula por molécula, com o feto.

No caso do aborto após a concepção, o Espírito desejoso de reencarnar é expulso, tal qual acontece com o assassinato de um adulto.

Portanto, aborto praticado é crime e o Dr. Dráuzio não informou o que acontece com as pessoas ricas que fazem o aborto, pois muitas vezes o Espírito expulso, se impregna de ódio contra a que seria sua mãe e passa a persegui-la com influências perturbadoras, tendo pesadelos, angústias, mal estar, desequilíbrio psíquico.

Bem, aqui estão apenas umas pequenas pinceladas do prejuízo do aborto e ainda o comprometimento com a Justiça Divina, que ninguém escapa.

Quem já praticou, pode se redimir com a prática do bem.

(Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera)

Compartilhe: