Diálogo Espírita: A Aura

Postado em 24 julho 2012 08:10 por jeacontece
15.292.411/0001-75

A descoberta da aura dos seres vivos foi importante fator a contribuir para a atual concepção energética do Ser Humano.

Em 1886, o cientista alemão Barão Karl Von Reichembach, com importantes trabalhos no campo da química, mineralogia e geologia fez referências a radiações emitidas pelos corpos, que podiam ser percebidas por determinados sensitivos.

Mas, a prova definitiva da existência da aura, cujo estudo abre possibilidades fascinantes, de modo especial para a compreensão do indivíduo, surgiu com sua fotografia, realizada pela primeira vez por um casal de pesquisadores russos: Semyon e Valentina Kirlian.

Na obra “Evolução em Dois Mundos”, do Espírito André Luiz, psicografia de Chico Xavier encontramos o seguinte:

AURA HUMANA – Considerando-se toda célula em ação por unidade viva, qual motor microscópico, em conexão com a usina mental, é claramente compreensível que todas as agregações celulares emitam radiações em torno dos corpos que a exteriorizam.

Todos os seres vivos dos mais rudimentares aos mais complexos se revestem de um “halo energético” que lhes corresponde à natureza.

A aura é luminosa e brilhante, nas pessoas de bem e sem qualquer brilho nas pessoas inferiores ou de má conduta moral.

Assim, os padrões vibratórios das pessoas de quem nos aproximamos podem ser compatíveis ou não com nossa frequência, o que determina uma afinidade ou repulsão natural, sem causa aparente.

Sociedade Espírita Raios de Luz

Postado em 24 julho 2012 08:10 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop