CURAS (Diálogo Espírita)

Todos querem a cura de suas doenças e normalmente só tratam dos efeitos, não atingindo as verdadeiras causas, que estão no nosso íntimo.

Supostamente o doente foi no Hospital do Mestre Jesus, fazer um “check-up” de rotina e constatou que estava enfermo da alma.

Quando Jesus mediu a pressão, verificou que estava baixa de ternura.

Ao tirar a temperatura, o termômetro registrou 40 graus de egoísmo.

Efetuado um eletrocardiograma, foi diagnosticado a necessidade de uma ponte de amor, pois a veia estava bloqueada e não estava abastecendo o coração vazio.

Passando, então, pela ortopedia, pois estava com dificuldade de andar lado a lado com seu irmão e não conseguia abraçá-lo por ter fraturado o braço ao ter tropeçado na vaidade.

Constatou-se miopia, pois não conseguia enxergar além das aparências.

Queixou-se de não poder ouvir e diagnosticou bloqueio em decorrência das palavras vazias do dia-a-dia.

Agradeceu ao Mestre, por não ter cobrado a consulta.

Ao sair daqui somente usar remédios naturais e que estão no receituário do Teu Evangelho.

Tomar, diariamente, ao levantar, chá de agradecimento; ao chegar ao trabalho, beber uma colher de sopa de bom dia e, de hora em hora um comprimido de paciência, com um copo de humildade.

Chegando em casa, tomar diariamente uma injeção de amor e ao deitar, duas cápsulas de consciência tranquila.

Agindo assim, as doenças serão afastadas e todos os dias serão de fraternidade e solidariedade.

(Sociedade Espírita Raios de Luz de Tapera)

Compartilhe: