CRUZ ALTA – Mestrado em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social está com inscrições abertas

Após a repercussão positiva da primeira turma do Mestrado Acadêmico em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social, o Programa de Pós-Graduação da Universidade de Cruz Alta lança agora, em outubro, o edital para formação de um novo grupo de alunos. O principal destaque do Curso é a interdisciplinaridade, o que permite que os mestrandos debatam, reflitam e produzam estudos sobre temas que envolvem diversas áreas do conhecimento, com ênfase em aspectos sociais e culturais. “Trata-se de uma turma de excelentes mestrandos, os quais, desde o início, evidenciaram todas as condições de desenvolverem ótimas pesquisas e, como toda experiência que envolve a academia, está sendo muito enriquecedora. As reflexões, sem dúvida, contribuirão para futuras práticas socioculturais”, observou o coordenador do Mestrado, professor Antonio Escandiel de Souza. A segunda turma, que está com inscrições abertas, tem início previsto para março de 2015, com duração de até dois anos. São 22 vagas disponíveis. O edital na íntegra pode ser visualizado em www.unicruz.edu.br/mestradohumanas .

Calendário do processo seletivo
07/11: Prazo final para inscrições
24 a 28/11: Período de seleção dos candidatos
05/12: Homologação dos resultados
08/12 a 16/01/2015: Período de matrículas

As duas linhas de pesquisa oferecidas evidenciam ainda mais a amplas possibilidades do Mestrado: A primeira é Linguagem, comunicação e sociedade, que tem como objetivo discutir fatores de idioma, discurso, ideologia e narrativas do seu cotidiano, e a segunda é Práticas socioculturais e sociedade contemporânea, com foco na discussão teórica das práticas de intervenção que envolve diferentes faces da formação e desenvolvimento humano. “As linhas de pesquisa e a estrutura curricular foram planejadas de modo a atender os objetivos do Programa de Pós-Graduação, quais sejam, formar pesquisadores das diferentes áreas capazes de contribuir, de forma competente, com o desenvolvimento social”, completa o professor Antonio. Para tanto, a Unicruz conta com um corpo docente composto por professores com doutorado em áreas de Ciências Humanas, Sociais e Aplicadas como Linguística Aplicada, Letras, Educação e História, e também em áreas da Saúde, Biológicas e Agrárias, como Agronomia, Fisiologia e Desenvolvimento Rural. Qualificações que oportunizam o desenvolvimento de pesquisas envolvendo artes, cultura, política, ética, economia, saúde, educação, engenharias e o meio ambiente.

O mestrando Anderson Barbosa Scheifler já definiu o tema de sua dissertação: as políticas públicas de acesso ao Ensino Superior, com ênfase no Programa Universidade para Todos (Prouni). Através do estudo, Anderson pretende analisar as perspectivas e os impactos na vida dos alunos beneficiados com bolsas estudantis. Três perspectivas serão abordadas: social, familiar e de trabalho. “A interação com professores e colegas formados em outras áreas contribui para que tenhamos uma visão mais ampla”, relata o pesquisador. As pretensões do mestrando não se restringem à conclusão do curso, tanto é que os objetos de estudo serão alunos da Unicruz que possuem bolsa do Prouni e menor renda per capita mensal, fator que deve aproximar o resultado do estudo com a realidade das sociedades desfavorecidas. “Trabalhar com o social foi o que mais me motivou a ingressar neste Mestrado”, completa Anderson.

Bolsas para mestrandos

O Mestrado em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social da Unicruz oferece opções de bolsas, que garante a gratuidade do curso. Os interessados devem procurar a Secretaria de Pós-Graduação da Unicruz, que atende no Prédio Central do Campus Universitário. O contato pode ser feito pelo telefone (55) 3321-1656 ou e-mail [email protected]

(Núcleo Integrado de Comunicação da Unicruz)

Compartilhe: