CRUZ ALTA – Alerta para o município

O Índice de infestação do Aedes Aegypti cresce no município de Cruz Alta. Segundo a coordenadora da Vigilância em Saúde, Carla Ravazi, o índice está 100% acima em relação a última amostragem realizada em dezembro de 2015, sendo que o índice em dezembro foi de 1,4 e em janeiro subiu para 3,9. “É último estágio de alerta para entrarmos em alto risco de infestação”, avisa a enfermeira.

Grande parte da causa desse aumento são as intensas chuvas que ocorreram no final do mês de dezembro e o calor do mês de janeiro, fatores que proporcionam que os ovos eclodam dando início ao novo ciclo de infestação. Além disso, acontece o descuido da população deixando reservatórios de água parada em suas residências.

A vigilância em Saúde manifesta grande preocupação aos índices encontrados, alertando a comunidade para a necessidade de intensificação das ações ao combate ao vetor.

Exército auxilia nas ações
No dia 1º de fevereiro, o Exército iniciou as atividades junto à Vigilância Ambiental em Saúde, no combate ao Aedes Aegypti. O primeiro local visitado foi o Cemitério Municipal.

Esclarecimento
Em resposta ao que foi divulgado em rede social pneus ao lado do cemitério municipal, a Vigilância em Saúde esclarece que esses pneus são provenientes de uma borracharia próxima ao local e o proprietário já foi orientado para não efetuar novo depósito no local. Os pneus que não tinham a presença de larvas foram removidos para o Ecoponto.

Inspeção
Agentes da Vigilância Ambiental efetuaram inspeção e orientação nas dependências da agência do Banco do Brasil apedido da gerência. No local foram encontrados criadouros de larvas nas calhas do prédio.

(Coordenadoria de Comunicação e Cerimonial Prefeitura Municipal de Cruz Alta)

Compartilhe: