Crimes de estelionato pela internet aumentaram significativamente devido a pandemia

Postado em 07 janeiro 2022 15:01 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Business online shopping and online banking. Customer shopping online pay by credit card.

Em 2020, registros de estelionatos mais do que dobraram no Rio Grande do Sul. E, infelizmente, quando o assunto é estelionato, Passo Fundo sempre está nas manchetes.

Em entrevista na Uirapuru, o delegado da 2° Delegacia de Polícia Distrital de Passo Fundo, Venicius Demartini, afirmou que foi observado, principalmente nos últimos dois anos de pandemia, um aumento significativo nos crimes de estelionato por internet e redes sociais. Por conta disso, a Polícia Civil vem trabalhando de forma efetiva para identificar os suspeitos destes crimes e, sempre que possível, busca falar mais sobre o tema, a fim de alertar a população e assim evitar novos crimes.

Conforme Demartini, existem inúmeros tipos de infrações praticadas na internet, mas as mais comuns são do Instagram e Facebook hackeados, boletos e empréstimos falsos, também o golpe dos nudes e de venda de produtos com preços muito abaixo dos que se praticam no mercado. De acordo com o delegado, o golpe do boleto é um dos mais comuns e fáceis de uma pessoa cair. Segundo ele, isso ocorre porque é comum acreditar que quando se baixa um boleto ele é real e a vítima acaba pagando um alto valor sem nem observar quem é o beneficiado.

Demartini recomenda que a população sempre tenha precaução ao utilizar redes sociais, ao ser abordado por alguém na rua com bilhete premiado e ao verificar na internet oferta de produtos com valor muito abaixo do mercado. Todas essas características são indicativos de que há algum crime por trás disso.

Demartini ressaltou que as delegacias da cidade trabalham de forma expressiva e efetiva todos os dias buscando identificar quem está por trás destes crimes. Conforme o delegado, os virtuais são os mais difíceis de chegar na autoria, porque são praticados através de servidores estabelecidos fora do país e com contas de terceiros. A 2° Delegacia atua na identificação dos autores de crime e responsabiliza eles através de investigações.

Demartini afirmou que existe um universo imenso de estelionatos e fraudes, mas cada delegacia em cada cidade tem um pouco de atribuição para investigar e responsabilizar quem fez o crime, evitando assim novas vítimas.

Rádio Uirapuru

Postado em 07 janeiro 2022 15:01 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop