Cotrijal prestigia inauguração do asfalto entre Não Me Toque e Lagoa dos Três Cantos

NÃO ME TOQUE – A Cotrijal marcou presença na solenidade de inauguração do asfalto da ERS 332, trecho entre Não Me Toque e Lagoa dos Três Cantos, no último sábado (04). A cooperativa foi representada pelo gerente de Desenvolvimento Cooperativista, Enio Schroeder, gerentes de outras unidades, conselheiros, colaboradores e associados. O asfaltamento dos 12 quilômetros era reivindicado há 40 anos e a Cotrijal apoiou vários movimentos visando sensibilizar o governo do Estado, especialmente durante a Expodireto Cotrijal.

Falando em nome do setor cooperativista, o presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello, parabenizou o governo pela concretização da obra e ressaltou que o cooperativismo sempre será parceiro nas lutas que beneficiem as comunidades onde está presente. “As cooperativas trabalham pelas pessoas, respeitando-as, e é isso que o governo está fazendo em relação às rodovias”, ressaltou.

A solenidade de inauguração, realizada no início da Avenida Otto Ratdke, em Lagoa dos Três Cantos, foi prestigiada pelo vice-governador do Estado, Beto Grill; e pelo secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque. Grill disse que o governo pretende investir R$ 2,6 bilhões em infraestrutura logística até 2014, priorizando os municípios que ainda não têm acesso asfáltico e as obras iniciadas em anos anteriores, como foi o caso do asfaltamento da ERS 332. “A infraestrutura é a base para o desenvolvimento econômico e fortalecimento da nossa cadeia produtiva e por isso foi eleita como uma das prioridades pelo governo, junto com os investimentos em energia e saneamento”, afirmou.

O secretário Beto Albuquerque lembrou que 11 anos atrás, no governo Olívio Dutra, deu início à obra de asfaltamento da ERS 332, trecho entre Não-Me-Toque e Lagoa dos Três Cantos, e agora a entrega à comunidade no governo Tarso Genro. Ele destacou que a interligação entre Não-Me-Toque e Lagoa dos Três Cantos foi contemplada entre as 19 incluídas no Plano de Obras 2012-2014 e que a atual gestão já investiu R$ 600 milhões em rodovias. “Quando começamos o governo eram 104 cidades sem pavimentação e, passados 18 meses, pelo menos 17 deles já foram concluídos e outras 50 obras rodoviárias estão em andamento”, disse, ressaltando que o governo buscou recursos no BNDES para aplicar R$ 22 milhões mensais no Programa de Acessos Municipais.

Junto ao Banco Mundial (Bird), o governo também prepara um programa de restauração e manutenção de 1.900 quilômetros de estradas. A empresa que restaurar uma determinada rodovia ficará responsável pela manutenção dela por cinco anos, sem cobrança de pedágio, pois serão contratos permanentes de remuneração do Estado.

Cobrado sobre outras obras consideradas importantes pela região, o secretário ressaltou que o governo pretende primeiro concluir os trabalhos que estão em andamento. “Mas isso não tira a importância do conjunto de outras obras necessárias, como Colorado/Não-Me-Toque, Carazinho/Chapada, a ERS-506, ERS-508, rodovias estruturantes, que nós estamos em permanente análise de financiabilidade para elas”, disse. “Aliás, na ERS-330, já estamos assinando o contrato e iniciaremos nos próximos dias a obra daquela ponte”.

A restauração da RS 142, trecho que liga Não-Me-Toque e Carazinho, segundo Albuquerque, está parada em função de avaliação dos contratos pelo Tribunal de Contas do Estado. E as obras de restauração da rodovia entre Não-Me-Toque e Colorado, aprovadas no Orçamento Participativo, serão feitas, mas o asfaltamento ainda está sob análise.

A ERS 332 recebeu o nome de Emílio Theis, homenagem proposta pela Assembleia Legislativa gaúcha a um dos pioneiros do transporte coletivo no Rio Grande do Sul. Theis iniciou o transporte de mercadorias da região através de carroça e depois fundou a empresa de ônibus Rainha da Serra, que depois se associou à Helios.

(Assessoria de Imprensa – Cotrijal)

Compartilhe: