Coreia do Norte faz 7 no 1º tempo, humilha Argentina e encaminha classificação

Espetacular, incontestável, histórica. Assim pode ser classificada a vitória da seleção feminina norte coreana de futebol sobre a Argentina, nesta quinta-feira, por 9 a 0, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo C do Mundial Feminino Sub-20, disputado no Japão.

Essa foi a maior goleada da história da competição. Antes desse jogo, o recorde pertencia à Alemanha, que havia vencido o México, em 2006, por 9 a 1.

O grande nome da partida foi a meia Kim Un Hwa, que marcou cinco gols, alcançando a artilharia do Mundial com seis tentos.

As norte coreanas, campeãs mundiais em 2006, começaram a partida com tudo. Jogando em seu continente, mais precisamente na cidade de Kobe, no Japão, a equipe abriu o placar aos 16 min com Hyon Hi Yun. Logo em seguida, as asiáticas aumentaram ainda mais o ritmo e, com quatro gols de Hwa, terminaram a primeira etapa vencendo por 7 a 0.

No segundo tempo, a Coreia do Norte administrou a partida, fez mais dois gols e encerrou o “show” com a vitória por 9 a 0.

Com o resultado, a seleção norte coreana, que venceu a Noruega por 4 a 2 na primeira rodada, alcançou os seis pontos e pode se classificar para as quartas de final ainda nesta rodada. Basta o Canadá vencer a seleção europeia na partida que fecha a segunda rodada do Grupo C, nesta quinta-feira.

Já a Argentina, que não fez nenhum gol e sofreu 15 nas duas partidas em que disputou no Mundial Sub-20 – a seleção sul-americana perdeu para o Canadá por 6 a 0 na estreia- torce por um vitória da Noruega contra o Canadá para ainda ter alguma chance de avançar às quartas.

O Brasil, que está no Grupo B com Nigéria, Itália e Coreia do Sul, empatou as duas partidas que disputou até aqui – 1 a 1 com Itália e Nigéria. Dessa forma, a Seleção Brasileira, que ocupa a terceira posição da chave com dois pontos, precisa vencer a Coreia do Sul na última rodada para se classificar ao mata-mata.

Terra

Compartilhe: