Com foco no meio rural, governo federal anuncia ampliação do Bolsa Família

O Governo Federal anunciou nesta terça, dia 19, a ampliação do Bolsa Família. Agora, os inscritos no programa terão renda individual de no mínimo R$ 70,00. Ao todo, 2,5 milhões de brasileiros devem ser beneficiados. O impacto da medida no meio rural é grande, já que metade dos considerados extremamente pobres vive no campo, segundo estimativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário. A maioria está localizada na região do semiárido nordestino.

— Aproximadamente metade dos extremamente pobres vive no meio rural e 66% dessa metade têm uma localização geográfica muito clara, que é no semiárido. Então, com as ações do Brasil Sem Miséria, nós vamos conseguir chegar nessa parte da população. Precisamos da ajuda dos municípios para fazer a busca ativa do cadastro único — explica o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

A intenção da medida é garantir que todas as pessoas cadastrados noBolsa Família saiam da linha da extrema pobreza. O pagamento do complemente será automático, não é preciso solicitar, e já vale a partir de março.

— A partir do dia 18 de março, todos os beneficiários do Bolsa Famíliareceberão benefícios suficientes para que cada membro da família tenha uma renda de no mínimo R$ 70,00 — afirma a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

O Governo Federal estima que 2,5 milhões de brasileiros sem cadastros em programas sociais ainda vivam na miséria.

— Temos de ir atrás da miséria ainda invisível. Aquela que teima em se esconder dos nossos olhos, programas e estatísticas oficiais — diz a presidente Dilma Rousseff.

Canal Rural

Compartilhe: