COLORADO – Comunicados da Paróquia São João Batista

Programa Religioso

Dia 01/11(Sábado) – às 09;30 horas Missa dos finados na Capela de Nova Tripoli.
– às 14 horas Missa em Arroio das Almas
– às 15;30 horas Missa em Arroio das Pacas
– às 20 horas Missa e 1ª Eucaristia em Vista Alegre
Dia 02/11(Domingo) – às 08;30 horas Missa no Cemitério Paroquial, em caso de  chuva será na Igreja Matriz.
– às 14 horas Missa na Capela de Linha Gaúcha.
– às 15;30 horas Missa na Capela de Linha Garibaldi.
– às 20 horas Missa na Capela Santa Rita.
Dia 03/11(2ª feira) – às 20 horas Missa na Capela Cachoeirinha.
Dia 04/11(3ª feira) – às 14 horas Missa na Assistência Social do município.
– às 20 horas Ultréia e Missa com os casais do Cursilho.
– às 20;30 horas Missa na Capela Posse Barreiro.
Dia 05/11(4ª feira) – às 20 horas Reunião do calendário de eventos do município no salão paroquial.
Dia 07/11(6ª feira) – às 18 horas Missa do Apostolado da Oração na Igreja Matriz.
– às 20 horas Missa na Capela Córrego Branco.
Dia 08/11(Sábado) – às 19 horas Missa na Igreja Matriz.
Dia 09/11(Domingo) – às 09 horas Missa na Matriz, logo após batizados.

AVISOS E CONVITES

1)    Batizados na Igreja Matriz: Será no próximo dia 09 de novembro, logo após a Missa das 09 horas. Os pais e padrinhos devem ser sócios atualizados para com a paróquia.

2)    1ª Eucaristia na Capela de Vista Alegre: Será neste sábado(dia 01), às 20 horas. Os pais devem estar em dia para com a paróquia.

3)    Reunião do Calendário de Eventos do Município: Estará acontecendo no próximo dia 05 de novembro(4ª feira), às 20 horas, tendo como local o salão paroquial. Pede-se a presença de 01 ou mais representantes de cada comunidade, a fim de, agendarmos os eventos das mesmas para 2015.

4) Dízimo é Gesto Concreto de Partilha: Naquele tempo Jesus ensinou aos seus discípulos a parábola da construção da casa sobre a areia e a rocha, demonstrando de que é preciso aprender dele e colocar em prática os seus ensinamentos. Assim sendo, o gesto concreto do dízimo é demonstrar de que aprendemos dele a partilha do amor que Ele nos ensinou. Faça o seu gesto concreto, demonstre a sua solidariedade. Colabore!

SANTIDADE, UM CONVITE A TODOS!

Essa festa, celebrada no dia primeiro de no¬vembro, faz menção a todos e todas que estão no paraíso e que nunca receberam nenhum reco¬nhecimento público, mas que, pela sua vivência do Evangelho, contemplam face a face o rosto de Deus. Ninguém sabe quantos há no paraí¬so e nem no inferno. São os segredos de Deus. A mi¬sericórdia de Deus é infinita e Deus esgota toda a sua pedagogia para que todos sejam salvos. Afinal, cabe ao ser humano saber dizer sim ao chamado à santidade. A ele cabe a resposta, a responsabilidade final.
Ser santo é ser gente
A palavra “santo” tem o sentido de perfeito, de íntegro, de alguém que, nas tempestades da vida, vive fiel à sua consciência, É íntegro. A in¬tegridade é algo de fundamental no ser humano, faz parte da sua maneira de ser e de agir. O ínte¬gro não se deixa corromper e nem se afastar do seu ideal fundamental.
É necessário acolher dentro de nós a voz da nossa consciência que, no seu primeiro contato com o mundo, é íntegra, isto é, capaz de se for¬mar e ser formada a partir dos princípios que lhe são oferecidos. Por isso ninguém nasce “mau e nem bom”, bondade e maldade se adquire na vida, no contato com a cultura, na escola, no ambien¬te, porém, sempre sentiremos algo dentro de nós advertindo-nos que do mal devemos fugir e que o bem deve ser feito.
Deus sempre nos convida a seguir o caminho da verdade, da misericórdia e do amor. O que Je-sus nos oferece é que todos são chamados à san¬tidade, ao seguimento. O ser humano é capaz de vencer o mal que está nele. É caminho duro de conversão, mas não é impossível.
Ser santo é ser cristão
Jesus não veio para impor um peso sobre os frágeis ombros do ser humano, esmagado já por tantas escra¬vidões, mas para libertá-lo. É ele mesmo que nos diz: “meu jugo é suave e meu peso é leve” (Mt 11,30). Jesus veio para carregar os nossos pecados. Fazendo-se um de nós, se humilhou e não guardou para si o “ser como Deus” para dominar, mas sim para servir (Fl 2,6-12).
Jesus nos recorda que a nossa vocação é servir e não sermos servidos, não dominar, mas sermos os últimos na busca dos primeiros lugares e os primeiros na procura dos últimos lugares. Foi ele que primeiro assumiu a missão humilde de “levantar-se da mesa e lavar os pés aos seus discípulos”(Jo 13). Ser santo significa assu¬mir o exemplo de Cristo.
Ser santo é assumir a vida com honestidade
Hoje em dia, muito mais que nos tempos passados, somos seduzidos pela aparência, pelas coisas que chamam a atenção, que nos projetam no palco da vida.
A maioria das pessoas não sonha mais com a vida eterna, mas com a vida terres¬tre, material, com um monte de dinheiro, celebridade, vida cômoda e confortável. É o mundo que tenta nos seduzir e nos oferecer uma felicidade barata e pronta.
É preciso se posicionar. Especial¬mente os jovens são chamados a ser “do contra”, “do diferente”. Não pelas extrava¬gâncias, mas pela fidelidade aos valores fundamentais. Nada do que for verdadeiro e autêntico poderá ser “moda” ou “onda”, que vai e vem. O que for verdadeiro per¬manece para sempre na nossa vida.
Santo Agostinho, na homilia para a festa de todos os santos, falava: “se eles e elas chegaram a ser santos, por que não posso eu também?”. Santa Teresinha, desde menina, sonhava “em ser santa e uma grande santa”, e o foi. Por que você e eu não podemos hoje decidir de sermos santos, vivendo com inte¬gralidade o amor para com Deus, para com os outros e para conosco mesmos.

(Padre Osório Serrão – Pároco)

Compartilhe: