Coleta seletiva em Tapera: Alguns poucos teimam em não colaborar

TAPERA – A coleta seletiva de lixo entrou em sua fase decisiva no último dia 12. Algumas semanas antes foi anunciado, com bastante ênfase e frequência, que a partir desta data, o sistema deveria ser observado rigorosamente na cidade. Lixo misturado ficaria na lixeira, até que o cidadão cumpra o que está estabelecido.

Na verdade, este é um processo que vem ocorrendo há pelo menos dois anos em Tapera. Ele vem de encontro à legislação federal que estabelece a obrigatoriedade dos municípios implantarem a coleta seletiva até a metade de 2013. É o que estabelece a Lei Federal 12.305/2010, que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A coleta seletiva de lixo é um procedimento que não tem volta. O cidadão de todo o Brasil terá que entrar no esquema, do contrário poderá sofrer sanções.

Os Municípios terão o poder de fiscalização e poderão multar quem não cumprir o que está expresso na lei. E assim ocorrerá aqui também.

Os fiscais estarão nas ruas para detectar possíveis irregularidades. A população tem que se conscientizar dessa nova realidade.

Em Tapera, a maior parte da população está colaborando, mas alguns poucos insistem em não separar o lixo e, ao mesmo tempo, desconsiderar o cronograma de coleta. Lixo molhado nas segundas, quartas, quintas e sábados e seco nas terças e sextas-feiras.

A população taperense teve o tempo suficiente para se adequar ao novo sistema que é uma tendência natural e que facilita o processo de reciclagem.

A separação do lixo deve ser feita no momento do descarte, ainda na cozinha. Basta que se tenha dois recipientes, um ao lado do outro, que a tarefa fica facilitada. Depois é só observar o roteiro da coleta. Se cada um assumir a sua parte a coleta seletiva de lixo também será exitosa em Tapera, assim como tem sido em outros tantos municípios.

Se em outros municípios o sistema funciona por que em Tapera uns poucos teimam em tornar o processo inviável?

O próprio usuário poderá agir como fiscal para que o sistema funcione adequadamente. Reclamações e eventuais denúncias podem ser feitas por telefone ao Departamento Municipal de Meio Ambiente.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: