Campanha em defesa do piso nacional dos jornalistas será lançada em Brasília

O pleito da categoria em garantir um salário mínimo nacional ganha mais força a partir deste mês. A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) confirmou reunião com deputados no dia 25 de abril, em Brasília. Este encontro, inicialmente marcado para o dia 11, foi convocado pelo deputado federal André Moura (PSC-SE) e vai marcar não só as comemorações do Mês dos Jornalistas como também o início da execução da agenda da Frente Parlamentar em Defesa do Piso Nacional dos Jornalistas.

O lançamento oficial desta frente deve ser em maio e o seu objetivo principal é aprovar no Congresso o Projeto de Lei 2960/11, que propõe a instituição do piso nacional dos jornalistas no valor de R$ 3.270, corrigido anualmente pelos índices de inflação.

“O material de divulgação está pronto e a campanha vai ter um site exclusivo para divulgar as ações”, destaca a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio e 2ª vice-presidente da FENAJ, Suzana Blass. Ela fez parte da comitiva da FENAJ que se reuniu com André Moura em Brasília, na última quinta-feira (29/3), quando o parlamentar apresentou o material produzido.

“Precisamos dar lastro aos jornalistas, que perderam muito com a não obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão”, expõe o deputado, que em menos de dois meses conseguiu mais de 200 assinaturas para a criação da frente (o número mínimo é 171).

Em janeiro deste ano, o projeto 2960/11 foi apensado ao PL 3981/2008, uma matéria de assuntos polêmicos, como o Conselho Federal dos Jornalistas. Isso acaba por desacelerar a tramitação. Uma das primeiras tarefas da Frente, assim que for criada, será desapensar o projeto.

Fonte: Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro

Compartilhe: