Brincando nas férias no CEI

NÃO-ME-TOQUE – Atividades Lúdicas podem tornar a infância e a adolescência o palco de algumas das melhores experiências da vida do ser humano. Baseando-se nesse pressuposto, a secretária municipal de Assistência Social, Maria Margarete Lauxen, utilizou parte do recurso do Programa de Atenção Integral à Família (PAIF), para adquirir 57 jogos e brinquedos, no intuito de proporcionar atividades mais prazerosas aos integrantes do Projeto de Férias do Centro de Educação Integrada (CEI).

Acredita-se que as oficinas recreativas do Projeto de Férias do CEI irão oportunizar a criança aprender, experimentar, descobrir, inventar, desenvolver e conferir suas habilidades. Souza (2011) afirma que a ludicidade estimula a curiosidade, a autoestima, a autoconfiança e a autonomia, sendo indispensável ao desenvolvimento cognitivo, social, emocional e físico.

Além disso, as regras das brincadeiras estimulam a contenção dos impulsos da criança e do adolescente e a convivência grupal. Já, os desafios contidos na manipulação dos jogos incitam o crescimento e o raciocínio. Ao mesmo tempo, proporcionam o desenvolvimento da linguagem, da concentração e atenção, fazendo com que a criança e o adolescente fiquem mais calmos, relaxados e mais motivados para pensar, em busca de soluções e de alternativas, estimulando sua inteligência, contribuindo também para a eficiência e o equilíbrio dos futuros adultos.

(Secretaria de Assistência Social de Não-Me-Toque)

Compartilhe: