Bolsa Estiagem beneficiará mais de 40 mil famílias gaúchas

Na próxima segunda-feira, 20, mais de 40 mil agricultores familiares do Rio Grande do Sul começarão a receber a primeira parcela do auxílio emergencial financeiro. A relação completa de todos os beneficiários acaba de ser finalizada pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Integração Nacional (MIN) e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). A iniciativa integra as ações do governo federal referentes ao programa de enfrentamento aos efeitos da estiagem no país.

No total, cada família receberá R$ 400, em cinco parcelas mensais de R$ 80, que poderão ser aplicados no plantio de hortaliças, na criação de pequenos animais e na compra de alimentos. O benefício será depositado mensalmente no cartão Bolsa Família ou no Cartão do Cidadão. Os recursos serão repassados pelo Ministério da Integração Nacional.

“O recurso objetiva melhorar as condições de subsistência das famílias que perderam quase tudo em decorrência da seca, para que possam se reestruturar e manter o nível alimentar até a próxima safra”, explica o diretor de Financiamento e Proteção da Produção da Secretaria de Agricultura Familiar do MDA, João Luiz Guadagnin.

O auxílio emergencial financeiro, também conhecido como bolsa estiagem, é um benefício federal instituído pela Lei Nº 10.954, de 29 de setembro de 2004.

Os mais de 40 mil agricultores gaúchos que receberão o benefício estão em mais de 350 municípios que têm decreto de estado de calamidade pública ou situação de emergência em função da estiagem reconhecidos pelo Poder Executivo Federal.

Recebimento
As famílias cadastradas no Programa Bolsa Família serão comunicadas do benefício por meio do extrato. As demais poderão sacar o recurso utilizando o Cartão do Cidadão nas lotéricas e agências da Caixa Econômica Federal.

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Compartilhe: