Aula Magna aborda Gestão Pública

CARAZINHO – Na segunda-feira (17), os cursos de Administração e Superiores de Tecnologia em Agronegócio, Logística e Gestão de Recursos Humanos realizaram aula magna com a presença do auditor público externo do Tribunal de Contas do Estado e especialista em Gestão Pública Participativa, Flávio Flach.

Com a temática “Porque pagamos impostos?”, Flávio explicou aos presentes que trabalhamos em média cinco meses no ano para pagar os impostos, e a cada ano pagamos mais. “O primeiro lugar que temos referência à cobrança de impostos é na Bíblia”, mencionou o palestrante.

Conforme Flach, os impostos existem porque vivemos em Estados. “No Estado existem elementos que compõem objetivos em comum”. Tendo em vista que a principal razão de ter um estado é garantir a soberania nacional. “O Estado tem o objetivo de garantir o bem comum. Por conta disso, só o estado pode fazer os serviços de correios, diplomacia, justiça e emissão de moeda. E para isso é necessário muito recurso financeiro”, explicou Flávio Flach.

Flach alerta que é fundamental que a população provoque os administradores públicos, intervindo e reclamando dos serviços públicos prestados à população. É dessa forma que os direitos são exigidos, pois a administração pública deve retribuir na contrapartida equivalente aos impostos pagos. “É necessário que se tenha pessoas preparadas para desempenhar as funções públicas”, disse.

O Auditor explica que o primeiro filtro de controle social é o voto, e o voto consciente. “O melhor voto consciente é quando você consegue explicar o porquê de estar votando no candidato. O próprio eleitor deve convencer a si mesmo do porque escolheu e está votando naquela proposta”, comentou Flávio ressaltando que o eleitor tem que pensar mais no futuro, no que de fato vai melhorar na sociedade optando por um candidato ou por outro. Os planos devem ser avaliados, deve-se pensar no todo, no coletivo.

No segundo momento da Aula Magna foi realizado o lançamento do Livro “Análise de Demonstrações Contábeis Governamentais: Instrumento de Suporte e Gestão Pública”, com o Especialista em Gestão e Controle da Administração Pública e Mestre em Contabilidade e Controladoria, Cezar Volnei Mauss, professor do curso de Administração da Ulbra Carazinho e autor do livro.

O terceiro momento da noite foi a teleconferência sobre o tema Perspectivas de Controle e avaliação do desempenho na atuação dos Gestores Públicos no Cenário Atual, com a participação especial, direto de Rio Branco no Acre, do Contador Geral da União, Paulo Henrique Feijó da Silva, coordenador Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas ao setor Público, da Secretaria do Tesouro Nacional.

(Assessoria de Imprensa – Ulbra Carazinho)

Compartilhe: