Associado apresenta energias alternativas para Conselho e Direção

NÃO ME TOQUE – Uma comitiva da Cotrijal visitou a propriedade do associado e engenheiro agrônomo Udo Werner Schmiedt, em Não-Me-Toque, nesta segunda-feira (02). A atividade fez parte da reunião do Conselho de Administração da cooperativa e oportunizou a divulgação do trabalho que o engenheiro agrônomo desenvolve para o aproveitamento de energias alternativas.

O grupo acompanhou breve palestra sobre as energias eólica e solar e pôde conferir o desempenho e o funcionamento dos equipamentos instalados por Udo no jardim da propriedade. Ele explicou sobre a evolução tecnológica que envolve a captação dessas energias, os custos, possibilidades e rentabilidade.

Udo possui, em sua propriedade, três cataventos e diversas placas fotovoltaicas (solares) para a captação de energia. O associado mostrou as formas de utilização da energia gerada por esses equipamentos em residências e a economia que podem proporcionar. “Hoje eu consigo uma economia de 50%, o que já é uma vitória em se tratando de um equipamento novo e que está aproveitando a força do vento e a energia do sol”, observa.

Segundo o associado, o investimento em energias alternativas ganha mais força no mercado internacional a cada ano, em função da redução de custos e também pela questão ambiental. “Ainda temos dificuldades em adquirir esses equipamentos, que são importados, mas com o tempo eles ficarão mais acessíveis”, completa Udo, destacando que na Alemanha, por exemplo, já é grande a adesão a energias alternativas.

O presidente da Cotrijal, Nei César Mânica, parabenizou o engenheiro agrônomo pela apresentação e pela iniciativa. “Vimos alternativas e possibilidades de economia em um projeto bem elaborado e inovador”, destacou.

A visita contou também com a participação do vice-presidente da Cotrijal, Jairo Marcos Kohlrausch; gerente Comercial/Grãos, Irmfriedt Schmiedt; gerente de Desenvolvimento Cooperativista, Enio Schroeder; gerente de Produção Vegetal, Gelson Melo de Lima; gerente Operacional, Laídes Porto Alegre; e dos conselheiros de Administração.

Poste solar

Uma das inovações apresentadas por Udo é o poste solar. Trata-se de um poste autônomo que capta a energia do sol através de uma placa fotovoltaica. A energia é armazenada em uma bateria especial e durante a noite é direcionada para o sistema de iluminação, localizado na parte superior do poste. O associado da Cotrijal explica que o ideal é utilizar de duas a quatro lâmpadas florescentes ou de led. Esse equipamento tem a finalidade de iluminar estacionamentos, jardins e vias públicas.

Para aproveitar melhor a energia solar, Udo está desenvolvendo estudos a fim de disponibilizar essa energia para outras partes da casa. Para isso, adquiriu placas fotovoltaicas e um sistema capaz de realizar essa transformação – energia solar em elétrica. “Com esse equipamento já consegui uma economia de 42 kw, o equivalente a 30 reais/mês”, comenta, informando que direciona essa energia para duas geladeiras e um computador.

(Assessoria de Imprensa – Cotrijal)

Compartilhe: