Alimentação na medida certa

ERNESTINA – “Você não precisa cortar determinado tipo de alimento. O importante é manter o equilíbrio, saber que tem certas coisas que você não pode comer todo o dia”, essa é uma das dicas que a nutricionista Márcia Penz passou para os participantes do Grupo Alimentação Saudável criado pela Secretaria Municipal de Saúde e coordenado pela nutricionista do município.

O objetivo do grupo é oferecer alternativas para o cardápio de pessoas portadoras de diabetes, hipertensão e dislipidemicia colaborando com o equilíbrio da doença através da nutrição. Os encontros, que são abertos para toda a comunidade, também procuram promover a reeducação alimentar gradativa, estimulando escolhas de alimentos mais saudáveis, a manutenção do peso e a prevenção da obesidade.

No primeiro encontro que aconteceu na última segunda-feira (16), a nutricionista calculou o Índice de Massa Corporal (IMC) dos participantes, que será monitorado ao longo das reuniões. Márcia falou também da importância de fazer mudanças gradativas na alimentação, incorporando aos poucos novos hábitos. “A primeira orientação é aumentar a ingestão de líquido, que ajuda na eliminação das impurezas, depois aumentar a ingestão de fibras que auxilia no fluxo intestinal e na absorção das vitaminas que ingerimos”, explicou.

Alimentação e culpa
As participantes falaram sobre os seus hábitos alimentares e seus familiares, enquanto a nutricionista dava dicas de como substituir alimentos, aumentando a qualidade da alimentação.

Um dos pontos debatidos durante o encontro foi a cobrança para que as pessoas se encaixem em um padrão de beleza, ou que, mesmo com o passar dos anos e com as mudanças que o corpo naturalmente enfrenta a mulher deva continuar com a mesma aparência física de quando tinha 30 anos. “Isso leva a pessoa a comer e se sentir culpada. Quando você enfrenta algum tipo de pressão, você se alimenta, mas não o suficiente para ficar saciado, ai ao longo do dia acaba fazendo lanches fora do horário, o que causa um desequilíbrio na dieta”, alertou a nutricionista, que aproveitou para falar sobre os prejuízos da pressão que os pais fazem nas crianças, principalmente nas meninas, para que se mantenham magras, gerando graves transtornos alimentares como a anorexia e a bulimia.

Quem tem dúvidas sobre a alimentação, deseja controlar o peso, ou ter uma dieta que ajuda a amenizar os efeitos de doenças como diabetes e hipertensão pode se juntar ao grupo nas segundas-feiras, a partir das 13h30min, na unidade Básica de Saúde.

Mais informações pelo telefone (54) 3378 2087.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Ernestina)

Compartilhe: