Ação da Polícia Civil e Brigada Militar evita guerra entre facções em Erechim

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a Brigada Militar resultou na apreensão de armas e munições e evitou uma guerra entre facções que disputam o comando do tráfico de drogas no município de Erechim.

Conforme divulgado pela polícia, no dia 18 de julho um grupo de criminosos armados com pistolas, revólveres e escopetas atirou contra residências no bairro Cristo Rei, em Erechim. Durante essa ação os delinquentes efetuaram mais de 70 tiros contra duas casas e teriam informado que voltariam para terminar o “serviço”. Uma terceira residência foi incendiada pelos criminosos.

A partir destes fatos, policiais civis e militares uniram esforços na busca pelos autores dos fatos.

Uma ampla e constante troca de informações entre os serviços de investigação da Polícia Civil de Erechim, e o serviço de inteligência do 13º BPM, demonstrava que os crimes teriam envolvimento com disputas pelo controle do tráfico de drogas na região, a qual seria promovida por facções rivais.

A partir de um levantamento dos possíveis locais onde o grupo estaria escondido, e onde poderiam ser encontrados, a Polícia Civil e a Brigada Militar passaram a efetuar buscas pela cidade.

O primeiro grupo de suspeitos foi localizado na Rodoviária Intermunicipal de Erechim, enquanto se organizavam para retornar para a região metropolitana. No local, dois adultos e um adolescente foram abordados. O menor encontrava-se com mandado de busca e apreensão em seu desfavor, aguardando cumprimento. Em uma rápida conversa com os suspeitos, verificou-se que eles estariam envolvidos com os crimes ocorridos no último sábado à noite.

Durante averiguações aos locais onde os demais suspeitos poderia estar escondidos, uma equipe da Polícia Civil se deparou com um veículo Hyundai/HB20 de cor preta. Ao ver os policiais, os quatro tripulantes do veículo empreenderam fuga.

Um cerco coordenado entre a Polícia Civil e a Brigada Militar, resultou na abordagem do automóvel no bairro Petit Vilage. No interior do HB20 estavam três menores de idade, e um maior de idade, o qual portava uma pistola 9mm. Em uma rápida busca, verificou-se que o veículo abordado estava com os sinais identificadores adulterados, tratando-se de um clone. O indivíduo que portava a pistola, foi preso em flagrante.

Em continuidade às ações envolvendo o referido grupo, deslocou-se até um segundo endereço, no bairro Atlântico, onde foi apreendido um GM/Colbalt, cor cinza, também com sinais identificadores adulterados. Nesse segundo endereço ninguém foi preso. Tanto o Hyundai/HB20 como o GM/Colbalt encontravam-se em situação de furto/roubo. Ambos os carros foram recuperados e apresentados à Autoridade Policial competente.

Após, em um terceiro local, no bairro Presidente Vargas, foi identificado como provável refúgio do grupo. No local foi apreendida uma espingarda calibre 12, vasta quantidade de munições, além de um girofles e uma sirene de uso das forças de segurança. No local também foi localizado um rádio comunicador com capacidade de interceptar frequências restritas.

Por fim, no bairro Cristo Rei, um último local utilizado como esconderijo pelos criminosos também foi verificado. No local foram encontradas munições e balaclavas. A responsável pelo local, foi ouvida e liberada.

Todos os suspeitos foram apresentados à Autoridade Policial responsável, junto à 2ª DP de Erechim. O menor que possuia mandado de busca e apreensão em aberto foi encaminhado à CASE de Passo Fundo, e o indivíduo que portava uma pistola 9mm foi preso em flagrante, e após a lavratura dos documentos pertinentes, foi encaminhado ao Presídio Estadual de Erechim, onde ficará à disposição da Justiça.

Com isso, Polícia Civil e Brigada Militar buscam dar uma resposta imediata e efetiva conta os grupos criminosos que vem impondo medo na população. Os fatos seguem sendo investigados para que todos os envolvidos sejam levados à Justiça e respondam por seus atos.

Créditos: Divulgação/PC
Rádio Uirapuru

Compartilhe: