25% de alimentos pesquisados contêm agroquímicos irregulares

Nada menos que 25% dos alimentos submetidos à análise apresentaram um nível de agroquímicos não liberados para o tipo de vegetal cultivado ou acima do limite tolerado. É o que aponta levantamento divulgado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que pesquisou 1.397 amostras de abobrinha, alface, feijão, fubá de milho, tomate e uva em 2012.

A boa notícia é que apenas 2% do total geral de produtos contêm níveis de resíduos acima dos limites máximos permitidos. O grande problema é falta de defensivos registrados para determinadas culturas menores (minor crops).

Com isso, 21% dos vegetais apresentaram rastros de agrotóxicos não aprovados para o produto – como um tipo específico receitado para tomate sendo aplicado em abobrinha. No entanto, o relatório do Para (Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos) não apontou qualquer produto proibido nos alimentos.

(Agrolink)

Compartilhe: