15 de abril – Dia Nacional da Conservação do Solo

Postado em 15 abril 2017 09:45 por jeacontece
15.292.411/0001-75

No dia 15 de abril, comemoramos o dia nacional da conservação do solo, conforme instituído pela Lei Federal nº 7.876, de 13/11/1989, devido a importância do solo na sociedade e da necessidade da sua conservação. Esse dia foi escolhido em homenagem ao norte americano Hugh Bennett (1881-1960), que nasceu nessa data, o qual mobilizou e liderou o movimento pela conservação de solo nos Estados Unidos.

Reconhecendo a importância do tema, em dezembro de 2015, foi lançado o Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água, por meio do Decreto nº 52.751, de 04/12/2015, com o lema ‘Conservar para produzir melhor’. O programa prevê ações integradas entre órgãos públicos e privados para a proteção do solo e da água e, consequentemente, melhorar a produtividade das culturas, alavancando a produção e rentabilidade agrícola.

Dentre as ações que podem ser realizadas para a conservação do solo e da água nas lavouras, estão: aumento na quantidade de palha na superfície do solo, buscando-se uma média de 10 toneladas de matéria seca por hectare por ano; diversificação dos cultivos, incorporando gramíneas de verão, como o milho, que possuem grande densidade de raízes, possibilitando o aumento da porosidade do solo e, consequentemente, maior infiltração e armazenamento de água no solo; adotar o processo colher-semear, que consiste em reduzir o período de tempo compreendido entre a colheita de uma cultura e a implantação da cultura seguinte; realizar a semeadura em nível, favorecendo a infiltração de água no solo e dificultando o escoamento superficial da água, reduzindo os processos erosivos; construção de terraços, técnica que deve ser utilizada juntamente com as demais práticas de manejo do solo.

Como resultado da adoção dessas práticas, teremos maior quantidade de água disponível para as plantas nas lavouras, reduzindo as perdas de produtividade em períodos de estiagem, menores perdas de solo, água e nutrientes, redução do carregamento de partículas de solo e de insumos para os açudes e rios e aumento da produtividade das culturas. Como exemplo, pode-se citar a cultura da soja, em que a produtividade média no Brasil na safra 2015/16 foi de aproximadamente 48 sacas/ha (CONAB, 2017), enquanto a produtividade máxima nacional foi de 120 sacas/ha, conforme dados do Desafio de Máxima Produtividade, do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB, 2017). Conforme um estudo realizado pela rede de pesquisa CESB e outras instituições, buscando avaliar os fatores críticos importantes para se obter produtividade de soja acima de 4200 kg/ha (70 sacas/ha), um dos fatores que se destacaram foi a presença de impedimento físico no solo até 40 cm de profundidade (SAKO et al., 2016).

A Emater/RS-Ascar é uma das entidades gestoras do Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água e está realizando ações voltadas para o programa. Quem tiver interesse em implementar tais ações pode procurar o escritório municipal para maiores esclarecimentos.

Referências:
COMITÊ ESTRATÉGICO SOJA BRASIL – CESB. Desafio da soja. 2017. Disponível em: <http://www.cesbrasil.org.br/desafio-da-soja/>. Acesso em: 11 abr. 2017.
COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO – CONAB. Acompanhamento da safra brasileira de grãos – safra 2016/2017, v. 4, n. 7, Brasília: Conab, 2017. Disponível em: <http://www.conab.gov.br/conteudos.php?a=1253&t=>. Acesso em: 11 abr. 2017.
SAKO, H.; ALVES, M.; MORAES, M. F.; TEIXEIRA, W. W. R.; LIMA, R. O.; SHIOZAKI, E. A. Fatores decisivos para se obter produtividade de soja acima de 4200 kg/ha. 2016. 29 p. (Circular Técnica, 2). Disponível em: <http://www.cesbrasil.org.br/wp-content/uploads/2016/11/Circular-Tecnica-2-final.pdf>. Acesso em: 11 abr. 2017.

Miria Rosa Durigon, engenheira agrônoma e extensionista rural da Emater/RS-Ascar de Lagoa dos Três Cantos.

Postado em 15 abril 2017 09:45 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop