Entidades e movimentos sociais entram na pauta da Conferência Estadual de Cultura

Transmissão é feita pelo perfil da Sedac no Facebook e pela TVE e FM Cultura

O terceiro encontro da 5ª Conferência Estadual de Cultura RS 2020, realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), ocorrerá nesta terça-feira (11/8), às 17h. “Busca ativa e conjunta com entidades e movimentos sociais” é a temática que trará para o debate o secretário de Cultura e Relações Internacionais de São Leopoldo, Pedro Vasconcellos, a coordenadora do Colegiado Setorial de Museus da Sedac, Andréia Becker, e o chefe de gabinete da Sedac, André Kryszczun. Os encontros têm a mediação do jornalista Newton Silva.

No total, serão três ciclos de trabalho on-line, respeitando as diretrizes de distanciamento social relativas à Covid-19, e com foco na implementação da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc no Rio Grande do Sul. A 5ª Conferência Estadual de Cultura já estava marcada para ocorrer em 2020. Em função da pandemia e com a sanção da Lei Aldir Blanc, a agenda foi antecipada.

O governo do Estado encontrou nos fóruns on-line a alternativa para ampliar a discussão da implementação da lei no Rio Grande do Sul, articulando as instâncias do Sistema Estadual de Cultura e possibilitando a participação de toda a sociedade gaúcha neste processo.

Como funcionará
O primeiro ciclo, realizado sempre às terças e quintas-feiras, até 27 de agosto, tem oito encontros promovidos em formato de lives pelo perfil da Sedac no Facebook, com transmissão em rede pela TVE e FM Cultura (107.7), das 17h às 18h. A partir das 18h, a transmissão prossegue apenas pelo Facebook da secretaria.

O segundo ciclo terá nove webconferências regionais, organizadas de acordo com o mapa das Regiões Funcionais dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), e será realizado de 1 a 10 de setembro. O último ciclo, com data a definir, avaliará os resultados dos trabalhos desenvolvidos por meio das webconferências.

Quarto encontro
Na próxima quinta-feira (13/8), o tema será “Visibilidade e descentralização” (como o Estado e gestores municipais se articulam para fazer os recursos da Lei Aldir Blanc chegar a todas as pontas). Terá como convidados o pesquisador Márcio Caires, ex-presidente do Conselho Estadual de Cultura da Bahia e integrante do grupo de Articulação Nacional da Lei Aldir Blanc, a professora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) Marta Nunes, integrante do Comitê Gestor Cultura Viva e membro do Conselho Municipal de Cultura de Santa Cruz do Sul, e o geógrafo e educador Leandro Anton, coordenador do Comitê Gestor da Política Cultura Viva RS.

Ascom Sedac