ESPUMOSO – Prefeito Douglas Fontana mantém comércio aberto com restrições

O prefeito Douglas Fontana acaba de anunciar em um pronunciamento oficial que o comércio de Espumoso continuará com o mesmo procedimento já adotado desde segunda-feira, 30.

De acordo com o posicionamento do prefeito, o município está fazendo a sua parte desde o início do surgimento dos casos no estado e com isso está apto a manter o funcionamento dos estabelecimentos que cumprem com as exigências impostas no decreto divulgado na segunda-feira.

Fontana ainda destacou que caso a comunidade não cumpra com as medidas impostas ele poderá a qualquer momento revogar o decreto e impedir a abertura do comércio novamente. “Nós precisamos da ajuda da comunidade com o cumprimento das medidas impostas, nós não podemos ficar orientando um a um, estamos fazendo tudo aquilo que podemos para manter o funcionamento, porém, podemos a qualquer momento revogar o mesmo e isso vai depender da comunidade.” destacou.

Confira abaixo a lista de empresas que poderão voltar e as que não estão liberadas a retomar o funcionamento a partir de segunda-feira, 30.

Estão autorizadas a reabrir.
1 – Igrejas poderão funcionar somente para orações inicialmente
2 – Academias poderão atender até 50% do número de pessoas previstas do PPCI por turno.
3 – Restaurantes e padarias poderão reabrir com 50% da capacidade de PPCI.
4 – Sindicatos poderão voltar a funcionar, mas sem reuniões.
5 – Comércio, prestação de serviços e industrias poderão voltar a funcionar com 50% da capacidade de funcionários por turno.
6 – CFC e CRVA poderão retomar as atividades com 50% da capacidade de atendimento, inclusive em turmas de aulas no CFC.
7 – Bancos serão reabertos com 50% da capacidade total de atendimento inicialmente.
8 – Agropecuárias e Clínicas veterinárias estão liberadas a funcionar
9 – Escritórios em geral.
10 – Bares poderão reabrir com 50% da capacidade permitia e sem a liberação de qualquer tipo de jogo.
11 – Consultórios poderão retomar às atividades com 50% da capacidade.

Continuam proibidos de retornar às atividades: entidades tradicionalistas, vendedores ambulantes, transporte público, bailes, festas e casas noturnas; utilização de espaços públicos (praças, campos de futebol, quadras de futsal e outros espaços de lazer); e escolas continuam fechadas até o dia 30 de abril.

Clic Espumoso